Search
Close this search box.
Foto/Divulgação

Os dados do portal da Comissão Nacional de Acompanhamento da Vacinação Covid- 19 (Conav) mostram que 151.212.431 de brasileiros estão totalmente imunizados. Este número representa 70,39% da população total do país.

Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, além da dose de reforço (547.382) e as doses únicas da Janssen (3.023), o Brasil registrou 999.146 doses aplicadas na última segunda-feira (08). Já em relação à vacinação pediátrica (para crianças de 5 a 11 anos, com o imunizante da Pfizer), o Brasil chegou a 3.143.204, o equivalente a 15,33% deste público. A dose de reforço foi aplicada em 51.329.429 pessoas, o que corresponde a 23,89% da população.

Os Estados com maiores percentuais de totalmente imunizados (2ª dose + dose única) são: São Paulo (80%), Piauí (77,32%), Minas Gerais (74,02%), Paraná (73,4%), Ceará (73,%), Mato Grosso do Sul (72,86%), Rio Grande do Sul (72,76%), Distrito Federal (72,5%), e Espírito Santo (70,9%).

Veja como está a vacinação em cada Estado

ACRE – 1ª dose: 67,20% ; 2ª dose + dose única: 54,25%; dose de reforço: 12%

ALAGOAS – 1ª dose: 73,20%; 2ª dose + dose única: 59,90%; dose de reforço: 15,8%

AMAZONAS – 1ª dose: 69%; 2ª dose + dose única: 56,5%; dose de reforço: 17,3%

AMAPÁ – 1ª dose: 61,8%; 2ª dose + dose única: 43,5%; dose de reforço: 6,5%

BAHIA – 1ª dose: 76,9%; 2ª dose + dose única: 66%; dose de reforço: 18,3%

CEARÁ – 1ª dose: 81,8%; 2ª dose + dose única: 73%; dose de reforço: 25%

DISTRITO FEDERAL – 1ª dose: 80,1%; 2ª dose + dose única: 72,5%; dose de reforço: 25,2%

ESPÍRITO SANTO – 1ª dose: 81,3%; 2ª dose + dose única: 70,9%; dose de reforço: 17,2%

GOIÁS – 1ª dose: 77,4%; 2ª dose + dose única: 63,9%; dose de reforço: 17,2%

MARANHÃO – 1ª dose: 66,6% ; 2ª dose + dose única: 53,9% dose de reforço: 11,4%

MINAS GERAIS – 1ª dose: 82,1%: 2ª dose + dose única: 74,5% dose de reforço: 25,3%

MATO GROSSO DO SUL – 1ª dose: 84,2% 2ª dose + dose única: 73,7% ; dose de reforço: 32,4%

MATO GROSSO – 1ª dose: 75,8% 2ª dose + dose única: 62,1% dose de reforço: 13,5%

PARÁ – 1ª dose: 69,7% 2ª dose + dose única: 62,8% dose de reforço: 9,4%

PARAÍBA – 1ª dose: 81,1%; 2ª dose + dose única: 68,5%; dose de reforço: 18,9%

PERNAMBUCO – 1ª dose: 80%; 2ª dose + dose única: 68,5%; dose de reforço: 21,2%

PIAUÍ – 1ª dose: 87,5% 2ª dose + dose única: 77,5%; dose de reforço: 19,5%

PARANÁ – 1ª dose: 83,4% ; 2ª dose + dose única: 73,4%; dose de reforço: 24,5%

RIO DE JANEIRO – 1ª dose: 78,6%; 2ª dose + dose única: 66,6%; dose de reforço: 22%

RIO GRANDE DO NORTE – 1ª dose: 78,8%; 2ª dose + dose única: 69,3%; dose de reforço: 26,1%

RONDÔNIA – 1ª dose: 71,1%; 2ª dose + dose única: 60,5%; dose de reforço: 14%

RORAIMA – 1ª dose: 61,6%: 2ª dose + dose única: 45,6%; dose de reforço: 6,8%

RIO GRANDE DO SUL – 1ª dose: 81,8%; 2ª dose + dose única: 72,76%; dose de reforço: 28,3%

SANTA CATARINA – 1ª dose: 84,1%: 2ª dose + dose única: 73,6%; dose de reforço: 19,8%

SERGIPE – 1ª dose: 79,4%; 2ª dose + dose única: 69,2%; dose de reforço: 21,5%

SÃO PAULO – 1ª dose: 89,7%; 2ª dose + dose única: 80%; dose de reforço: 37,8%

TOCANTINS – 1ª dose: 70,6% 2ª dose + dose única: 57,9%; dose de reforço: 13,7%

Por Danilo Gonzaga/Ascom Unale

Edição: Camila Ferreira

Compartilhe!