Search
Close this search box.

Nesta sexta-feira (3), o tesoureiro-geral da Unale, deputado Gabriel Picanço (RR), e o diretor-geral, Diogo Moraes, estiveram reunidos na sede da entidade, em Brasília, para debater ações para solucionar a situação precária em trecho da BR-174.

Na ocasião, foi sugerido unir deputados de Roraima e Amazonas em uma reunião com o Ministro dos Transportes, Renan Filho, com o intuito de pensar e solicitar medidas concretas por parte do Governo Federal para solucionar este problema que tanto está afetando os estados.

Gabriel Picanço mostrou vídeos e fotos dos moradores da região. O parlamentar recebe diariamente relatos sobre a crítica situação do local. “A BR-174 é a única que interliga o nosso estado ao sistema rodoviário nacional. Por ela, são transportadas nossas riquezas e importadas nossas necessidades. Os produtos que são usados em nosso estado passam 100% por essa BR”, explanou o parlamentar.

Situação da BR-174

Carros atolados. Caminhões tombando. Muita lama, buracos e, principalmente, perigo para os condutores. A rodovia federal é a única forma de sair ou chegar à Roraima por via terrestre, o que não deixa outra alternativa a não ser enfrentar as adversidades do percurso.

São 30 quilômetros quase intrafegáveis a partir do rio Alalau, já no Amazonas, na reserva indígena. No entanto, o maior prejudicado é Roraima que depende da rodovia para receber mantimentos, combustíveis e escoar a produção agrícola local. Segundo relatos de motorista, no dia 28 de fevereiro ocorreu um bloqueio total da rodovia por conta de atoleiros.

Por Danilo Gonzaga e Malu Souza/Ascom Unale

Compartilhe!