dsc_00311O Conselho Gestor da Unale se reuniu nesta quarta-feira (12), na sede da Entidade, em Brasília, para a avaliação de atos de gestão e planejamento estratégico. Este foi o primeiro encontro comandado pelo novo presidente da entidade, deputado Venâncio Fonseca (PP-SE). O vice-presidente da Unale, Sérgio Leite (PE), o tesoureiro, Artagão Júnior (PR) e o secretário da Entidade, José Luiz Tchê (AC) também participaram do encontro.

O presidente da Unale falou dos objetivos de sua gestão para o Conselho Gestor e para todos os funcionários da Unale em reunião, nesta quinta-feira (13/06). Segundo ele uma de suas principais metas é promover a discussão sobre o aumento do repasse para a saúde pela união, que atualmente não possui um valor definido.

“Existe uma obrigação constitucional para os estados e o Distrito Federal investirem 12% de suas receitas próprias em saúde, enquanto que os municípios são obrigados a investirem 15%. Já a União pode investir o quanto quiser, desde que respeite o valor empenhado no ano anterior. Isso é desigual, é injusto e, como legisladores, nosso maior desafio será fiscalizar e cobrar a fixação um sistema de saúde cada vez mais racional”, afirmou o presidente.

Também na quarta-feira (12), Venâncio Fonseca, que preside a CPI da Telefonia na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alse), participou de uma reunião com Eduardo Levy, presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal – SindiTelebrasil. Entre os assuntos está o apoio à criação das Comissões Parlamentares de Inquérito – CPI da Telefonia – nas Assembleias Legislativas de todo o Brasil – nos estados onde o serviço telefônico apresenta problemas. Estiveram presentes também o diretor da Unale, Lauri Gish e dos membros do conselho, Fabiano Geremia, Evaldo Bazeggio e o advogado, André Maimoni.

Compartilhe!