sec_mobilidade_expointerO primeiro dia de Interiorização da Unale, realizado nesta quarta-feira (2), na Expointer, no rio Grande do Sul, tratou de um dos temas que mais afetam os grandes centros e regiões metropolitanas do País: a mobilidade urbana. Além disso, também foram abordados os problemas ocasionados pela falta de planejamento das cidades. O painel foi apresentado pelo arquiteto e urbanista e presidente da Corag, Vinícius Ribeiro.

Vinícius destacou o aumento no número de veículos automotores no Brasil: 10 vezes maior do que o aumento da população. Ele apresentou estudos de diferentes países em que o pedestre e transporte público são prioridades. “Enquanto a população aumentou em 12,2% numa década, o aumento do número de veículos motorizados foi de 138,6%. Não temos condições absorver esse crescimento sem readequar o uso dos espaços e, principalmente, sem investir em transporte coletivo”, avaliou. “O Brasil pensa de forma equivocada quanto ao transporte coletivo, relacionando com a queda de renda. No entanto, precisamos mostrar que o respeito da convivência coletiva é o caminho para qualificarmos a vida da população”.

O arquiteto falou, ainda, que algumas mudanças de postura para melhorar a mobilidade urbana não requer grandes investimentos. “Há mudanças que começam pela delimitação dos espaços públicos, definindo os espaços para pedestres e veículos. Isso se faz com latas de tinta. Definindo e respeitando os espaços, temos mais de metade do problema solucionado”, avalia.

O deputado Catarina Paladini, presidente da Secretaria Especial das Cidades da Unale, propmotor do evento, destacou que a escolha do tema se deu em razão da situação enfrentada pelos municípios e pela falta de infraestrutura. “Dados mostram que o aumento da frota foi bem maior que os investimentos em infraestrutura. Muitas cidades vivem um colapso. Precisamos trazer para o nosso debate os dados já existentes e as alternativas, para que possamos qualificar a vida das pessoas. O Vinicius coordenou, enquanto deputado Estadual, um trabalho intenso junto à Comissão Especial da Mobilidade Urbana na AL/RS, podendo apresentar informações que sirvam de apoio para realidade dos estados aqui representados”, disse. Ainda segundo o parlamentar, o que não pode mais acontecer é anúncios de obras em períodos eleitorais e, na prática, nada é entregue. “No fim, quem sofre com tudo isso é o trabalhador, que perde até quatro horas por dia em deslocamentos para ir e voltar do trabalho”, lembrou.

O presidente da Unale, deputado Sandro Locutor, enalteceu a apresentação de Vinicius, destacando as limitações que a constituição de 1988 ainda provoca os legisladores para atuar de forma mais efetiva em ações que possam mudar a vida das pessoas. “Precisamos, num esforço coletivo, buscar alternativas viáveis em curto, médio e longo prazo”, frisou. Ele lembrou, também, da experiência da Unale em Vancouver, onde quase 60% da população se locomve a pé, ou por meio de transportes coletivos. “O que nos falta é planejamento. A partir do momento que nos dedicarmos a planejar e priorizar as pessoas, mudaremos nossa realidade.”

O secretário Estadual dos Transportes, Pedro Westphalen esteve presente, além de cerca de 40 deputados de diversos estados brasileiros.

PROGRAMAÇÃO – A interiorização da Unale segue nesta quinta-feira (3) com a palestra do Ministro do TCU, João Augusto Nardes. Ele irá falar sobre a governança no agronegócio. A palestra acontece a partir das 14 horas, no auditório do Parque de Exposições Assis Brasil.

Fonte: Assessoria do deputado Catarina Paladini

Compartilhe!