Foto: Jessen Peixoto/ Ascom UNALE

Nesta quinta-feira (9), a UNALE, por meio da Comissão de Prevenção à Depressão e Drogas, promoveu o 4° Simpósio Prevenção é Solução. O evento foi realizado em parceria com a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), no plenário da Casa Legislativa carioca, Edifício Lúcio Costa.

O objetivo central foi buscar ampliar as discussões em torno da prevenção à depressão e ao uso de drogas e promover ações estratégicas relacionadas ao tema. O encontro reuniu parlamentares, profissionais da área da saúde, assistentes sociais, gestores públicos, estudantes e representantes de organizações da sociedade civil.

A programação do Simpósio contou com palestras e painéis de debates com o objetivo de discutir casos de autoextermínio, depressão e combate ao uso de drogas, com foco na saúde mental e em evitar o avanço desses problemas sociais.

O diretor-geral da UNALE, Fernando Brandão, comentou sobre a importância da realização do Simpósio. “A UNALE se coloca à disposição para disseminar esta importante pauta em todo o Brasil e promover ações resultantes para prevenir o uso de drogas e primar pela saúde mental da população”, destacou.

O presidente da Comissão de Prevenção à Depressão e Drogas da UNALE, o deputado estadual João Luiz (AM), deu um depoimento emocionante sobre a sua relação com a dependência química e frisou que a prevenção é o melhor caminho. “Quero parabenizar as comunidades terapêuticas que atuam na linha de frente. Eu já passei na pele essa situação. Durante oito anos da minha vida eu fui dependente químico. Eu sei como uma família sofre com essa situação. Graças à minha mãe, que foi a uma instituição evangélica e terapêutica, consegui me libertar dessa condição. Por isso, temos que buscar a prevenção. Ela é o remédio mais barato, mais assertivo e com grande impacto”, ressaltou.

O deputado estadual Danniel Librelon (RJ), que presidiu a sessão solene no plenário da ALERJ, comentou sobre a relevância da realização do evento e deu luz à prevenção no combate à dependência química em todo o país. “Cada dia que passa surge uma nova droga, surge uma nova substância e, por isso, nossos desafios são grandes. Entendo que a prevenção é o caminho que temos que trilhar na luta contra a dependência química, agindo sempre de forma digna e humanizada. É preciso, portanto, pensar em políticas voltadas para as pessoas”, afirmou.

Comissão de Prevenção à Depressão e Drogas da UNALE

Criada em 2022, a Pasta tem o objetivo de desenvolver práticas e políticas públicas para prevenção do suicídio e promoção da saúde mental, além de promover articulações para o combate à depressão e as drogas, com foco em envolver entidades de saúde, educação e comunicação, por meio de campanhas educativas.

Por Gabriel Spies e Camila Ferreira/ Ascom UNALE

Compartilhe!