Nesta quinta-feira (4), a UNALE participou de sessão solene na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) em alusão ao “Abril Azul”, que comemora o mês de conscientização sobre o autismo. O evento foi promovido pelo presidente da Comissão de Saúde da Unale, deputado Jorge Vianna (DF), e contou com a presença de diversos especialistas sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O parlamentar destacou a importância de se debater com entidades ligadas ao tema sobre a realidade das pessoas que possuem TEA. “Foi um momento muito bom e um prazer enorme presidir uma sessão como essa. Aprendi muito com os relatos de todos sobre o tema e, com certeza, levaremos isso como forma de argumento para debates futuros. Essa sessão vai ecoar e atingir vários cantos do nosso País. É muito importante falarmos sobre esse assunto”, afirmou.

Os especialistas convidados para compor a mesa da sessão explicitaram que muitas vezes existe uma grande dificuldade na busca por atendimento profissional para as famílias dos portadores de TEA devido a falta de ações e programas vindos do Estado para este público. O deputado Jorge Vianna, por sua vez, se comprometeu a ajudar, no que for possível, para que o atendimento e o tratamento especializado e adequado possam ser colocados em prática.

Compareceram à sessão: o secretário de estado da Secretaria da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal, Flávio Pessoa; a coordenadora-geral do Núcleo de Autismo e Neurodiversidade da Universidade de Brasília (UnB), Yvanna Aires Gadelha Sarnet; o presidente do movimento Orgulho Autista do Brasil-MOAB, Fernando Cotta; o diretor da Regional da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais, Joymir Azevedo; a psicóloga, Ana Maria Bereohff; e o capitão do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), representando o Colégio Militar Dom Pedro II, Ricardo Mendes Gomes Pereira. Além deles, a assistente administrativa da Unale, Mônica Pires, que representou a entidade na sessão solene.

Abril Azul

Na última terça-feira (2), foi celebrado o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo. A data foi criada em 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de ampliar o canal de informações a respeito TEA e lutar contra o preconceito e a discriminação que afetam as pessoas que possuem essa condição de neurodesenvolvimento humano, uma em cada 100 crianças em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com foco na conscientização das pessoas e na luta contra o preconceito contra as pessoas portadoras do TEA, ao longo de todo mês de abril, a Unale, por meio da Comissão de Saúde da entidade, promove a campanha “Abril Azul”, que possui o slogan: “O autismo não limita as pessoas, mas o preconceito sim!”.

Por Gabriel Spies/Ascom UNALE

Compartilhe!