8h7a2301Os membros da Secretaria de Juventude da Unale, deputados Dirceu Ten Caten (PT-PA), Gilvan Barros (PSD-AL), Georgeo Passos (Rede-SE) e Carlos Antônio (PTB-GO) se reuniram na sede da entidade, em Brasília, na manhã desta segunda-feira (23), para debater a temática de trabalho da Pasta.

Na oportunidade, foram tratados pontos referentes à realização do seminário da Secretaria de Juventude – que será promovido em parceria com a Frente Parlamentar Interestadual de Mobilização Nacional Pró Criança e Adolescente (Fenacria) – durante a 22ª Conferência Nacional da Unale, como programação, palestrantes, temas da discussão, entre outros.

Políticas públicas para o combate ao trabalho infantil e a participação do jovem na política brasileira, serão os principais temas debatidos durante o encontro.

O vice-presidente da Pasta, deputado Georgeo Passos (Rede-SE), espera que com os painéis voltados para a participação da juventude na política, os parlamentares possam aprimorar e avançar na criação de políticas públicas para o segmento. “É necessário resgatar a juventude que segue à margem da política e, através destes encontros, é possível trazer à tona importantes temas que envolvem este público”, acrescentou.

Para o deputado Carlos Antônio (PTB-GO), presidente da Fenacria, “a parceria da entidade com a Secretaria de Juventude agregará valores aos participantes do encontro, que junto com os palestrantes, vão debater o que de fato pode e deve ser feito pela juventude brasileira”.

Secretaria de Juventude da Unale

Ser um espaço de debate de temas específicos relacionados à juventude brasileira e promover uma aproximação com o público jovem é o principal objetivo da Secretaria de Juventude da Unale. Com o incentivo à participação dos deputados e o intercâmbio com as Casas Legislativas, a Pasta busca desenvolver a temática através da contribuição, sugestões e propostas que aumentem a participação política e criem um cenário melhor e mais participativo para a população.

Entre os eixos de atuação da secretaria, criada em 2008, estão: o empoderamento político, a profissionalização, a educação sexual, a inclusão sociocultural, e a educação da juventude brasileira. As discussões têm o intuito de implementar e fomentar o desenvolvimento e a integração social e cultural dos jovens no país, possibilitando a melhor estruturação para o crescimento da juventude no Brasil dentro dos âmbitos de política e educação.

Camila Ferreira/Ascom Unale
Compartilhe!