No ano em que a Unale completa 25 anos, como tema principal “Rumo ao Parlamento do Futuro”, integrantes da Federação Nacional dos Servidores dos Poderes Legislativos Federal, Estaduais e do Distrito Federal (Fenale) discutiram, no primeiro dia da conferência, os novos caminhos do Parlamento.

O encontro foi conduzido pelo presidente da Fenale, José Eduardo Rangel, que contou com a participação de representantes de entidades sindicais do país. Na pauta, foram discutidos temas sobre as lutas em defesa da cidadania e dos direitos que vêm sendo retirados dos trabalhadores, em especial dos servidores públicos, por meio das reformas votadas pelo Congresso Nacional, como a PEC32 e 555/2006. O presidente ressaltou o quanto é “importante estarmos engajados nessa luta. Nós somos o único país que cobra tributo previdenciário de aposentados e pensionistas.”

O evento também abriu espaço para que os representantes das entidades filiadas pudessem falar sobre a realidade de cada instituição, além dos problemas enfrentados, as conquistas adquiridas e a necessidade de união das entidades para combater as novas propostas que virão.

Ao final do encontro foram aprovadas importantes moções sobre vários problemas que afetam os trabalhadores e a sociedade brasileira. Fruto dessas discussões foi a aprovação da Carta de Recife e a previsão orçamentária para 2023.

Para o próximo ano, que será o Jubileu de Pérola da federação, um projeto está em andamento que contará a história dos seus 30 anos de existência.

Por Renata Cavalcanti

Compartilhe!