A Escola do Legislativo iniciou sexta-feira (19), o curso de sobre Reforma Ortográfica – “Palavra Certa”. O responsável pelo curso é o professor Sérgio Cintra. A Escola abriu duas turmas e teve no total 149 servidores matriculados. A carga horária é de 12 horas, dividida em quatro encontros. As aulas serão ministradas na Sala 02, da Escola do Legislativo. No período da manhã das 9 horas às 12, e à tarde das 14 às 17 horas. A proposta da Escola é fornecer conhecimentos sobre o que muda e o que não muda na ortografia da língua portuguesa. A próxima aula será no dia 26/6. Em julho, elas acontecem nos dias 3 e 10.

De acordo com o professor Sérgio Cintra, o curso de reforma ortográfica nasceu da necessidade dos servidores grafarem as palavras conforme as novas regras. Segundo ele, os servidores poderão fazê-lo de forma gratuita. “A ideia de ministrar o curso nasceu no Núcleo Social da Casa de Leis. Ao manusear os documentos percebemos que há dificuldades dos servidores grafarem as palavras conforme as novas regras ortográficas. Como os documentos da Casa ficam para a posteridade é necessário que tenhamos um português muito próximo do perfeito”, explicou Cintra.

Para o servidor Kleverson Pereira do Nascimento, da Secretaria de Licitação da Assembleia Legislativa, “é uma oportunidade ímpar para melhorar e intensificar o conhecimento. No setor de licitação. Sou responsável pela elaboração de ofícios e de editais públicos, por isso resolvi aperfeiçoar às novas regras ortográficas”.

O gerente administrativo e financeiro da Escola do Legislativo, Amarildo Antônio Monteiro, explica que o curso é uma parceria entre a Escola e o professor Sérgio Cintra. “É um pedido de todos os setores da Casa para ministrar esse curso. Este é sem ônus para o servidor e para a Assembleia Legislativa”, afirmou Monteiro.

As mudanças da língua portuguesa foram acordadas em 1990, entre Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Mas em 2004, foi assinado um documento diplomático que inseria no grupo dos sete países de língua portuguesa o Timor Leste.

Fonte: Agência ALMT

Compartilhe!