A Assembleia Legislativa de Sergipe realizou, na noite da última segunda-feira (19), seminário sobre vida e obra do educador Paulo Freire. A homenagem aos ‘90 Anos de Paulo Freire’ teve, ainda, exposição fotográfica, seguida de um amplo debate sobre a educação no Brasil e em Sergipe. Antes do pronunciamento dos palestrantes, a deputada e professora Ana Lúcia (PT) fez uma rápida retrospectiva da história de vida e atuação política do  homenageado.

A Assembleia Legislativa de Sergipe realizou, na noite da última segunda-feira (19), seminário sobre vida e obra do educador Paulo Freire. A homenagem aos ‘90 Anos de Paulo Freire’ teve, ainda, exposição fotográfica, seguida de um amplo debate sobre a educação no Brasil e em Sergipe.

Antes do pronunciamento dos palestrantes, a deputada e professora Ana Lúcia (PT) fez uma rápida retrospectiva da história de vida e atuação política do  homenageado. “Paulo Freire é um mestre porque veio muito além do seu tempo, e ele ainda está à frente do nosso tempo. Ao longo da nossa caminhada, ele assumiu o compromisso político de estar ao lado dos oprimidos, dos excluídos e dos explorados”, observou.

O professor Romero Venâncio, do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), se referiu a Paulo Freire como “um dos grandes intérpretes do país, um intérprete a partir das classes populares”. Para ele, o livro ‘Pedagogia do Oprimido’ “é um ato radical de compromisso com a classe trabalhadora brasileira”, afirmou.

Compartilhe!