A Secretaria de Segurança da Unale esteve reunida remotamente, na manhã desta quinta-feira (28), para apresentar e debater projetos de seus estados no combate à COVID-19. O presidente da Pasta, deputado goiano Coronel Adailton (PP-GO), conduziu as deliberações que também contou com a presença do vice-presidente de Assuntos Legislativos, deputado delegado Recalcatti (PSD-PR) e o vice-presidente de Assuntos Políticos, deputado cabo Gilberto Silva (PSL-PB).

Entre as proposituras, a Pasta encaminhou um esboço de ofício para a Unale resigir e enviar ao Congresso Nacional. “Vamos enviar essa solicitação para a criação de uma honraria, na forma de Comenda, a ser destinada aos profissionais da Segurança Pública e da Saúde, que atuam diretamente no combate à CODIV-19”, sugeriu coronel Adailton. A intenção é que a honraria conte pontos para efeitos de progressão de carreira.

O presidente da Secretaria ainda falou sobre os projetos de seu estado, como o PL que isenta profissionais da linha de frente do pagamento de pedágio. Também explanou sobre a preocupação com a demora na reabertura dos pontos turísticos e comércio nas cidades goianas, como Caldas Novas. “Precisamos de uma política pública de conscientização da pandemia. Assim, encontraremos um caminho para enfrentar essa doença, sem prejudicar a economia”, complementou.

Em seu tempo de fala o parlamentar paranaense, delegado Recalcatti, reforçou o trabalho da Assembleia Legislativa do Paraná. “Aqui nós criamos a Força Estadual de Saúde do Paraná, para facilitar a atuação de profissionais no combate à pandemia, sem burocracia. Também destinamos R$ 37,7 milhões para o combate ao Coronavírus, aprovamos a calamidade pública em 275 municípios, proibimos o corte de água e luz e taxas extras por planos de saúde”, disse.

Entre outros projetos, o Paraná ainda aprovou auxílio emergencial para população de baixa renda e o controle das fronteiras internacionais, e está iniciando a reabertura gradual do comércio.

“Aqui na Paraíba aprovamos ontem a penalidade para preços abusivos de insumos básicos utilizados no combate ao Corona. Solicitamos ainda um benefício para a universidade da Paraíba, que faz respiradores; a anistia de multa dos comerciantes que reabriram o comércio, a liberação das feiras livres e a testagem, a cada 15 dias, dos profissionais da linha de frente”, explanou o deputado Gilberto.

A Assembleia paraibana recebeu ainda projetos de combate à violência doméstica e familiar, merenda escolar para celíacos e demais grupos especiais, além da colocação de pias em pontos estratégicos, para higienização das mãos.

Os membros da Secretaria ainda deixaram acertado a possibilidade da próxima reunião ser realizada em Goiás, após a pandemia.

 

Marina Nery / Ascom Unale