O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Romildo Titon (PMDB), recebeu na terça-feira (25) a deputada Ana Paula Lima (PT) e Neuza Dias, conselheira do Comitê Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Conatrap), que  defenderam a criação do comitê estadual de enfrentamento ao tráfico de pessoas. Nova reunião vai ocorrer até o fim do ano na ALESC com representantes do governo do Estado, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Polícia Federal e da sociedade para iniciar o processo de criação do comitê.

Atualmente Santa Catarina é um dos dez estados brasileiros que não possuem esse tipo de comitê. De acordo com Ana Paula, os dados disponíveis são alarmantes e o  tráfico humano só perde em rentabilidade para o de armas e o de drogas. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), entre as vítimas do tráfico de pessoas, 44% sofrem abuso sexual, 32% são utilizadas como mão de obra escrava e 25% sofrem a combinação dos dois tipos de violência.

Fonte: ALESC
Foto: Fábio Queiroz

Compartilhe!