A comercialização de bebidas alcoólicas nos estádios pernambucanos pode voltar a ser permitida. Tramita na Assembleia projeto de lei que altera a Lei que impede a venda e o consumo de alcoól nos estádios e nos ginásios de esportes durante a realização de partidas e competições profissionais.

A comercialização de bebidas alcoólicas nos estádios pernambucanos pode voltar a ser permitida. Tramita na Assembleia projeto de lei de autoria do deputado Antônio Moraes, do PSDB, que altera a Lei de número 13.748, de 15 de abril de 2009, que impede a venda e o consumo de alcoól nos estádios e nos ginásios de esportes durante a realização de partidas e competições profissionais. A proposta está na Comissão de Cidadania da Assembleia.

O presidente do colegiado, deputado Betinho Gomes, do PSDB, sugeriu audiência pública conjunta com a Comissão de Justiça da Casa, onde a matéria também foi distribuída nesta terça. O parlamentar afirmou que o tema é polêmico e motiva questionamentos, por isso o Legislativo precisa ouvir os órgãos de segurança do Estado, o Ministério Público e os clubes de Futebol, entre outras entidades.

Antônio Moraes argumenta, na justificativa do projeto, que a FIFA não impõe medidas restritivas à venda de bebidas alcoólicas nos grandes eventos esportivos sob sua responsabilidade, como a Copa do Mundo e das Confederações. Dessa forma, o parlamentar entende que se órgão internacional inseriu no seu próprio regulamento uma cláusula de liberação da venda de bebidas nos estádios, não há razão para Pernambuco proibir.

O deputado diz, ainda, que os desentendimentos entre os torcedores de alguns clubes, após as partidas de futebol, costumam ocorrer nas periferias, e não nos estádios.

Compartilhe!