A presidente da Unale, deputada Ivana Bastos (PSD-BA), juntamente com o presidente do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas Estaduais e presidente da Assembleia Legislativa do Goiás, deputado Lissauer Vieira (PSB-GO), estiveram reunidos remotamente com outros 14 presidentes das Casas Legislativas do Brasil, na manhã desta segunda-feira, 25, para tratarem de pautas comuns nos estados.

“Iniciamos o mandato com muitos projetos que foram interrompidos pela pandemia. Temos realizado outros muitos, além das demandas que surgiram, como a criação de um Banco de leis com mais de 300 projetos inseridos, boletins informativos diários sobre a situação do funcionamento dos estados e reuniões internas e com membros dos três poderes, a exemplo da reunião que tivemos na última semana com o Ministro da Educação para tratarmos do adiamento do Enem, onde tivemos uma resultado muito positivo, além de termos acompanhado outras pautas que são de importantes para o legislativo”, frisou a presidente da Unale.

Na oportunidade, o presidente do Colegiado sugeriu alinhar um retorno gradativo e conjunto para a retomada das atividades nos estados. “Destacando a importância deste encontro, decidimos realizar uma reunião de alinhamento toda primeira segunda-feira do mês. Já no próximo encontro, em 1º de junho, trataremos a questão do retorno gradativo das Assembleias, respeitando as particularidades de cada Casa e a realidade de cada estado, é claro”, pontuou Lissauer. O parlamentar ainda defendeu a importância do cooperativismo e associativismo, num momento de gastos e dificuldades econômicas, ao elogiar o trabalho de defesa das prerrogativas feito pela UNALE.

Um dos assuntos mais citados pelos presidentes foi a grande queda nas arrecadações, mesmo com a celeridade em aprovação de medidas de contenção de gastos e auxílios. “Não temos previsão de retorno, porque acredito que o período mais crítico deve vir agora devido ao inverno. Demos celeridade na aprovação de todos os projetos, temos trabalhado muito para a retomada normal dos trabalhos, com o mínimo impacto”, disse o deputado Ademar Traiano (PSDB-PR).

“Temos realizado encontros com os setores da indústria e comércio para alinharmos ações que venham a amenizar os impactos na economia. As medidas foram paulatinas, pois fomos nos moldando à realidade. Retornamos com as comissões, reuniões de líderes e plenários, todas por videoconferência”, expôs Ernani Polo (PP-RS).

Presidentes e seus representantes dividiram ações que funcionaram em seus estados. Como em São Paulo, onde as medidas estão sendo sintetizadas em um único projeto de combate ao Coronavirus, de autoria coletiva dos deputados da Casa e a redução de 25% do orçamento da Alesp.

Já na Bahia, a Assembleia está transmitindo pela TV ALBA, 3 mil horas de aulas para que os alunos possam manter os estudos. Aulas estas, que o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Nelson Leal (PP-BA) disponibilizou para que através da Unale e Astral (Associação dos Servidores das TVs e Rádios Legislativas) sejam utilizadas pelas TVs Assembleia que tenham interesse.

Outros pontos abordados foram a anulação do recesso parlamentar em diversos estados, a preocupação com as eleições municipais e as mudanças causadas pela tecnologia, que deve se fazer cada vez mais presente. Estes e outros assuntos devem continuar na pauta da reunião da próxima segunda-feira.

Estiveram presentes no encontro os presidentes Ademar Traiano (PSDB- PR), Cauê Macris (PSDB-SP), Ernani Polo (PP-RS), Nelson Leal (PP-BA), Agostinho Petrus (PV- MG), Luciano Bispo (MDB-SE), José Sarto (PDT-CE), Eriberto Medeiros (PP-PE), Júlio Garcia (PSD-SC), Paulo Correia (PSDB-MS), Jalser Ranier (SD-RR), Rafael Prudente (MDB-DF) e os representantes de Mato Grosso, deputada Janaina Riva (MDB-MT) e do Rio Grande do Norte, deputado Gustavo Carvalho (PSDB-RN).

Juliana Freitas e Marina Nery / Ascom Unale