Das 399 cidades do Paraná, 364 terão aterros sanitários – individuais ou consorciados – e conseguirão cumprir o que prevê a Lei Nacional de Resíduos Sólidos: eliminar os lixões a céu aberto. Este número significa que quase 90% dos municípios paranaenses irão coletar e destinar adequadamente os resíduos gerados pela população.

De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, 179 municípios entregaram projetos para gestão dos resíduos sólidos urbanos ao órgão ambiental estadual. Eles irão formar 21 consórcios intermunicipais no Paraná. Os projetos serão financiados por meio de uma linha de crédito de R$ 140 milhões, concedida pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e operacionalizada pela Fomento Paraná.

A informação é do deputado e ex-secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida. “Em 2013, quando assumi a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, tínhamos 214 lixões. Hoje, 179 municípios do Paraná estão resolvendo a destinação dos resíduos sólidos”, afirmou.

Fonte: Agência ALPR

Compartilhe!