Durante esta semana, o Parlamento Juvenil da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro simularam as tarefas das comissões, deram pareceres e votaram nove projetos, entre os 80 propostos para serem encaminhados para votação em plenário nesta sexta-feira (14). A tarefa foi feita sob supervisão dos técnicos da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Destes que serão discutidos, três textos serão escolhidos para apreciação do governador Luiz Fernando Pezão.

“O número de projetos visando ações sociais é surpreendente. Este ano o Parlamento Juvenil se afirma como uma escola de democracia e o parlamento da inclusão”, avaliou o coordenador do projeto, Eduardo Nunes, ao se referir à participação do estudante Gabriel da Silva Alves, 18 anos.

Satisfeita por ter seu projeto entre os finalistas, Areza Silva, 16 anos, propôs a criação de um moderno centro de atenção ao idoso. A representante do município de São José do Vale do Rio Preto, também na Serra, contou que teve a ideia após o falecimento da avó, há cerca de um mês. “Com o desenvolvimento das tecnologias, os idosos acabam ficando mais isolados, com dificuldade pra assimilar essas novidades. Gostaria que esses idosos tivessem a oportunidade se atualizar e recebessem atenção diferenciada”, ressaltou.

Também tiveram destaque nesta 8ª edição os textos voltados para as áreas de educação e saúde. Muitos projetos instituem programas para a rede pública de ensino, como ensino sobre diversidade sexual, prevenção do uso de drogas e DST´s e implementação de atividades extracurriculares, entre outros.

Fonte: ALERJ

Compartilhe!