whatsapp-image-2020-03-27-at-17-45-30Diante da crise pandêmica causada pelo Covid-19, o parlamento, assim como diversos setores, também precisou buscar alternativas para o desempenho de suas atividades, de forma não presencial.

Para isto, a Unale e o Senado Federal estabeleceram uma parceira para que todas as Casas Legislativas estaduais possam ter disponíveis, em primeira mão, o Sistema de Deliberação Remota (SDR) para realização de reuniões, comissões, votações e demais atividades legislativas online.

“Estamos sempre trabalhando para auxiliar e aprimorar o trabalho do parlamento e dos parlamentares estaduais. Esta é uma bandeira atual sendo posta em prática neste momento de crise”, destaca a presidente da Unale, deputada Ivana Bastos (PSD-BA).

O sistema está incluso dentro da plataforma Zoom Meetings, de forma ampliada, para dar autonomia no gerenciamento das sessões além de outros destaques específicos para cada Casa. Ele ainda permite a participação simultânea de mais de 300 usuários e a entrada de participantes por chamada.

Para votação, há duas possibilidades: votação oral com registro manual ou votação eletrônica, que necessita da instalação de um segundo sistema. Para todos os interessados, a Secretaria de Tecnologia da Informação (Prodasen) disponibilizará o Manual de Transferência Tecnológica. Já o suporte remoto será realizado por meio do Interlegis, programa do Senado Federal para capacitação e modernização do legislativo brasileiro.

As Assembleias Legislativas já podem solicitar ao Interlegis a instalação do SDR e o treinamento de suas equipes. Os custeio para compra do programa será de competência de cada Casa, que também devem informar as especificações dos equipamentos disponíveis em suas instalações, bem como os procedimentos de uso e as considerações sobre ambiente computacional de cada local, assim como configurações, customizações e integrações.

Marina Nery / Ascom Unale

Compartilhe!