A Assembleia Legislativa do Paraná prestou homenagem póstuma ao ex-presidente da República João Belchior Marques Goulart, na tarde de última terça-feira (27). Por proposição do líder do PDT na Casa, deputado Fernando Scanavaca, o grande expediente da sessão plenária foi dedicado à memória dos 50 anos da posse do então presidente. Jango, como era conhecido, foi presidente da República entre setembro de 1961 a março de 1964, após a renúncia do presidente Jânio Quadros.

A Assembleia Legislativa do Paraná prestou homenagem póstuma ao ex-presidente da República João Belchior Marques Goulart, na tarde de última terça-feira (27). Por proposição do líder do PDT na Casa, deputado Fernando Scanavaca, o grande expediente da sessão plenária foi dedicado à memória dos 50 anos da posse do então presidente. Jango, como era conhecido, foi presidente da República entre setembro de 1961 a março de 1964, após a renúncia do presidente Jânio Quadros.

Durante o evento também foram relembrados os 50 anos da campanha da legalidade, movimento que lutava pela manutenção da ordem jurídica e da condução de João Goulart ao poder, conforme a Constituição de 1946, que determinava a posse do vice-presidente eleito, na ausência do presidente. O movimento foi liderado pelo governador gaúcho Leonel Brizola.

“É uma justa homenagem a um dos importantes homens da história brasileira, que assumiu a Presidência num período em que se desencadeou uma crise institucional e o consequente movimento pela garantia e manutenção da legalidade. É uma forma também do Legislativo do Paraná reconhecer este capítulo fundamental da política e da história nacional”, afirmou o deputado Scanavaca.

Compartilhe!