Após a apresentação do relatório final da CPI da Telefonia, as operadoras deram o “start” ao cumprimento das cláusulas do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e divulgaram o mutirão de atendimento a ser realizado de 1º a 20 de maio. O TAC foi assinado por meio do processo investigativo entre a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), as operadoras e o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel e Pessoal (SindiTelebrasil).

De acordo com o comunicado público, o mutirão será realizado nas cidades amazonenses onde as operadoras possuem cobertura e irá atender a reclamações dos consumidores por cobrança indevida. “Na oportunidade, os consumidores também poderão ser informados sobre a área de cobertura de sinal existente. Procure sua operadora e saiba os locais de atendimento”, informa a nota divulgada pelo SindiTelebrasil sobre o mutirão.

Para o presidente da CPI da Telefonia, deputado estadual Marcos Rotta (PMDB), a divulgação do mutirão de atendimento prova que o trabalho desenvolvido pelos parlamentares, por quase seis meses, já está rendendo “bons frutos” à sociedade amazonense. “A divulgação desse mutirão é apenas um dos ganhos obtidos pela CPI. Além disso, comprova a seriedade com que o processo foi realizado, com comprometimento e responsabilidade. Isso porque conseguimos comprovar, em mais de 22 municípios, a precariedade dos serviços prestados. A assinatura do TAC foi a redenção das operadoras em relação ao que foi constatado pelo processo investigativo”, afirmou Rotta.

Rotta ressaltou, ainda, que a realização do mutirão é apenas um dos termos a serem cumpridos pelas operadoras. “Muitas outras conquistas obtidas com a CPI deverão ser concretizadas a curto, médio e longo prazo, conforme foi acordado com a assinatura do TAC”, completou.

Fonte: Agência ALEAM

Compartilhe!