Search
Close this search box.

aleam_sedeOnze municípios do interior do Estado do Amazonas irão receber escolas de Tempo Integral, até o início do ano letivo de 2014. Em reunião com o secretário de Estado de Educação, Rossieli Silva, o deputado estadual Sidney Leite (DEM), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) conversou sobre os investimentos, os locais onde serão construídos os Centros de Educação Integral (Ceti) e o nível de aprendizagem dos alunos.

Entre os municípios que já estão com os projetos prontos para serem encaminhados à licitação estão: Autazes, Borba, Carauari, Manicoré, São Gabriel da Cachoeira, Coari, Humaitá, Manacapuru e Presidente Figueiredo. Em Manaus, uma das unidades será construída no conjunto residencial Viver Melhor, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus.

Além desses, quatro Cetis estão sendo construídos com recursos diretos do governo do Estado: os de Iranduba e Itacoatiara, além de um no bairro Alfredo Nascimento, próximo à Reserva Ducke, na zona Leste, que será inaugurado dia 4 de fevereiro, na abertura do ano letivo de 2013; e um na zona Norte, na localidade chamada Lago Azul. Outros 13 serão construídos com recursos captados junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e ao Governo Federal, com prazo para inauguração até fevereiro de 2014.

A construção de cada Ceti está orçada em aproximadamente R$ 13 milhões e possui capacidade para uma média de mil alunos, cada. Para o deputado Sidney Leite, a construção dessas novas unidades é uma vitória para a educação e reafirma o compromisso do governador Omar Aziz com a população, tanto na capital quanto no interior do estado. Os investimentos na construção, na reforma e ampliação das escolas devem chegar a R$ 395,6 milhões.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), tendo em vista os investimentos em tecnologia, ambientes diferenciados de aprendizado, projeto pedagógico diferenciado e carga horária maior de atividades, o nível de aprendizado dos estudantes dos Cetis tem se sobressaído, em comparação ao da rede convencional. Daí o interesse por parte do Governo do Estado em expandir esse modelo de ensino.

O secretário da Seduc destacou, ainda, o índice de evasão escolar notificado nos Cetis, que em sua maioria é de 0% ao ano. Da mesma forma os índices de aprendizado (aprovação escolar), que ultrapassam os 95% anualmente.

Fonte: ALEAM

Compartilhe!