Uma série de audiências públicas serão realizadas pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para tratar de questões envolvendo a proteção ambiental no Estado. Na reunião da última terça-feira (11), a comissão aprovou a realização de 12 reuniões a serem promovidas na ALMG e em cidades do interior.

Uma série de audiências públicas serão realizadas pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para tratar de questões envolvendo a proteção ambiental no Estado. Na reunião da última terça-feira (11), a comissão aprovou a realização de 12 reuniões a serem promovidas na ALMG e em cidades do interior.

O deputado Célio Moreira (PSDB) teve aprovados seis requerimentos pedindo a realização de audiências públicas. Uma delas deve debater o teor da Emenda 14 apresentada à Medida Provisória 542, de 2011, que reduz em 64% a área do Parque Nacional da Serra da Canastra, que atualmente é de 200 mil hectares. De acordo com o deputado, a procuradora da República em Passos (Sul de Minas), Ludmila Oliveira, afirma que a medida pode esconder interesses econômicos, uma vez que a região é rica em quartzito e diamantes.

Outra audiência pretende ser realizada para que sejam debatidos os métodos de prevenção e combate a incêndio nas unidades de conservação de proteção integral do Estado. Célio Moreira solicitou ainda uma audiência pública para discutir a atuação dos órgãos estaduais responsáveis pelo combate a incêndios florestais e também a destinação dos recursos apurados com a taxa de incêndio.

Compartilhe!