Ao todo 10 Assembleias Legislativas promoveram a campanha do Março Roxo através de trabalhos e divulgação de material em seus portais. Neste mês alusivo, o foco da campanha de conscientização é chamar a atenção para a epilepsia, doença que acomete em torno de 70 milhões de pessoas no mundo todo e 2% da população no Brasil.

AÇÕES

ALEAM: A Assembleia Legislativa realizou uma cessão de tempo para que representantes da sociedade civil falassem sobre as movimentações da campanha e do Purple Day. Estiveram presentes especialistas para explicar a doença e conscientizar a população sobre a epilepsia.

ALEAC: No portal oficial da Casa, logo na página principal, é possível acessar uma matéria instrutiva que destaca a importância da campanha e da conscientização sobre a epilepsia.

ALECE: Foi realizada uma sessão solene em alusão ao Purple Day – Dia Mundial da Conscientização da Epilepsia. O objetivo foi propagar informações sobre a epilepsia e mobilizar o maior número de pessoas na luta pelos diretos à inclusão social, profissional e econômica das pessoas com este diagnóstico.

ALEGO: A escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Goiás, em parceria com a Associação Brasileira de Epilepsia (ABE), promoveu o treinamento “Março Roxo” com primeiros socorros em situação de crise convulsiva.

ALEMS: Pessoas com epilepsia, frequentemente, sofrem preconceitos, que por vezes se torna mais prejudicial que a própria condição em si. Pensando nisso foi criada a Lei 5.743, em Mato Grosso do Sul, que instituiu a campanha do Março Roxo.

ALEPR: Durante o mês de março a Casa Legislativa manteve as suas luzes acesas na cor da campanha, roxo.

ALEPI: A Assembleia, por meio de seu portal oficial, demonstrou apoio à campanha com divulgações de informações sobre a doença.

ALERN: A Escola da Assembleia, em parceria com a Divisão de Programas Complementares de Saúde e Bem-Estar da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, apoia a campanha e realizou uma palestra para conscientização da doença.

ALERR: Para fomentar a informação para a população, a Assembleia, em parceria com a Unale, promoveu uma campanha de conscientização entre os servidores e o público em geral com a distribuição do material informativo sobre o Março Roxo.

ALERS: Até 31 de março, a fachada do Palácio Farroupilha estará iluminada com a cor roxa em alusão e apoio ao mês da conscientização sobre a epilepsia.

ALESE: Durante todo o mês tem sido realizadas campanhas de conscientização sobre a epilepsia na Assembleia Legislativa do Sergipe e sobre a importância do tratamento da doença.

O que é epilepsia?

A epilepsia é uma doença neurológica caracterizada por descargas elétricas anormais e excessivas no cérebro, que são recorrentes e geram convulsões. Para considerar que uma pessoa tem epilepsia, ela deverá ter repetição de suas crises. Portanto, a pessoa poderá ter uma convulsão e não ter o diagnóstico de epilepsia

O tratamento é indicado a partir da segunda crise. O objetivo ao utilizar medicação é bloquear as crises, visto que a doença não tem cura, eliminando a atividade anormal do cérebro, a fim de assegurar boa qualidade de vida para o paciente.

Por Danilo Gonzaga/ Ascom Unale

Compartilhe!