De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de jovens entre 15 e 18 anos que tiraram o primeiro título de eleitor até 21 de março foi de 854.685. O prazo para emitir o documento e estar apto a votar nas eleições de outubro segue até 4 de maio. O procedimento pode ser feito inteiramente online.

Estas novas emissões são fruto de uma campanha de mobilização promovida pela Justiça Eleitoral nas redes sociais, com a Campanha da Semana do Jovem Eleitor de 2022, que contou com o apoio de artistas, de influenciadores digitais, de diversas personalidades, de instituições públicas e privadas e da mídia.

Esta mobilização ocorreu, após a Justiça Eleitoral identificar o menor nível de participação de adolescentes no processo eleitoral dos últimos 30 anos, de acordo com as estatísticas oficiais, até janeiro deste ano o TSE registrava, no total, pouco mais de 730 mil títulos emitidos para jovens de 15 a 17 anos de idade, cujo voto é facultativo.

O “tuitaço” organizado pelo perfil oficial no Twitter do Tribunal Superior Eleitoral no dia 16 de março contou com a adesão de milhares de usuárias e usuários das redes sociais e atingiu mais de 88 milhões de pessoas num único dia.

A importância do primeiro voto

No Brasil, por meio do voto os cidadãos escolhem quais pessoas irão representá-los no governo. Votar é exercer a cidadania e fazer parte da democracia, é participar desta escolha, é a chance do jovem que tem voz e de escolher quem acredita ser competente o suficiente para representá-lo no poder.

Por Danilo Gonzaga/Ascom Unale
Edição: Camila Ferreira
Compartilhe!