As mulheres têm ganhado cada vez mais espaço em muito eixos de atuação pelo mundo, mas, mesmo conquistando direitos e abrangendo a sua presença com cidadã atuante, muitas delas são vítimas diárias de violência doméstica.

Completando 14 anos de vigor, a Lei nº 11.340/2006, cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher e dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. A aprovação e a entrada em vigor da medida já foi uma grande conquista, mas é preciso mais. É preciso o fortalecimento e a disseminação de ações que coíbam, de fato, a violência contra o gênero.

Em números, relatos ao serviço ‘Disque 180’ mostram que 39,34% dos casos a violência ocorre diariamente e em 32,76%, semanalmente. Isso significa que em 71,10% dos casos, a violência ocorre com uma frequência extremamente alta. Do total de relatos, 51,06% referem-se a agressões físicas e 31,10%, à violência psicológica. Em 39,34%, a violência ocorre diariamente, e em 32,76%, a frequência é semanal. Em 67,63% dos casos, as agressões foram cometidas por homens com quem as vítimas mantêm ou mantiveram uma relação afetiva. Esses dados foram divulgados no Balanço dos atendimentos realizados pela Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180, da Secretaria de Políticas para as Mulheres.

Com o isolamento social, recorrente da pandemia de coronavírus, os índices do ato tiveram um aumento significativo, no serviço prestado pela Assembleia Legislativa de Roraima, o Zap Chame, atendimento disponibilizados às vítimas pelo aplicativo do whatsapp, por exemplo, já foram recebidas mais de 400 ocorrências ao longo dos quase cinco meses de distanciamento social.

Por isso, a Unale, que tem o combate à violência contra a mulher como uma de suas principais bandeiras, através da Secretaria de Mulher da entidade, neste ano, apoia a campanha do AGOSTO LILÁS, uma iniciativa que objetiva prestar apoio e dirimir a violência contra a mulher em todo o Brasil.

 

Agosto Lilás: Unale participa de ciclo de palestra sobre violência contra a mulher

Nesta tarde, às 15h, representando a entidade, a presidente da Unale, deputada Ivana Bastos (PSD-BA) participou de um Ciclo de palestras em prol da campanha do Agosto Lilás, promovido pela Federação dos Servidores dos Poderes Legislativos, Federal, Estaduais e do Distrito Federal (Fenale).

O tema do debatido foi: “A mulher na sociedade, pelo fim da violência contra a mulher” e foi presidido pela palestrante, Regina Célia, que é cofundadora e vice-presidente do Instituto Maria da Penha.

O evento foi realizado pelo aplicativo Zoom e transmitido pelo Facebook e Youtube da Fenale.

 

Mais informações:
Instagram: @unaleoficial

Camila Ferreira/ Ascom Unale
Compartilhe!