Nos últimos dias foi possível observar a flexibilidade nas medidas de isolamento social em alguns estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Espírito Santo, Paraíba, Sergipe e Tocantins, com a liberação de comércios não essenciais e de igrejas, academias, feiras livres, óticas,  galerias e  restaurantes, entre outros. Tão logo, outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro, também estudam um período de transição para reabertura das atividades presenciais.

Ressalta-se que a liberação, nitidamente escalonada por alguns estados, das atividades presenciais, segue de maneira estrita um estudo planejado que envolve a tomada de todas as medidas de segurança e prevenção de contágio do coronavírus. Essa atitude pode ser observada com a promulgação de diversas legislações estaduais, que determinam o uso obrigatório das máscaras, como a nº Lei.14.258, da Bahia ou o Decreto nº 1.583, de Minas Gerais.

Veja mais detalhes clicando:  situação dos estados  | funcionamento das Assembleias Legislativas.

Compartilhe!