Em Mato Grosso do Sul, o ensino fundamental pode passar a ser oferecido em período integral. É o que determina o Projeto de Emenda Constitucional (PEC), apresentado pelo deputado estadual Felipe Orro (PDT), durante a sessão realizada no dia 8.

Na justificativa anexa ao projeto, Orro inclui dados apresentados pelo site “Educar para Crescer”, que enumera 10 vantagens do ensino em período integral. Entre os pontos destacados estão a melhora no rendimento do aluno, afastamento do risco social e melhora na convivência familiar.

O Projeto de Emenda Constitucional acrescenta um inciso ao artigo 190 da Constituição Estadual, que trata sobre a educação. Conforme a matéria, o Estado terá o dever de oferecer, progressivamente, educação em período integral aos alunos do ensino fundamental.

A proposta foi subscrita pelos deputados Amarildo Cruz (PT), George Takimoto (PDT), Junior Mochi (PMDB), Laerte Tetila (PT), Lauro Davi (Pros), Lidio Lopes (PEN), Mara Caseiro (PTdoB), Marcio Monteiro (PSDB) e Onevan de Matos (PSDB).

Fonte: Agência ALMS

Compartilhe!