A ocasião, que reuniu ue discutiram integrantes das escolas associadas da Abel, promoveu palestras, lançamentos de livros, apresentações de projetos e novidades sobre a edição do encontro de 2023

O XXXVI Encontro da Associação das Escolas do Legislativo e de Contas (Abel) promoveu, nesta quarta-feira (09), palestras que deram destaque a importância da capacitação contínua dos servidores do legislativo. O eixo central da discussão passou pela apresentação de experiências e metodologias para a elaboração das especializações focadas nas reais necessidades dos profissionais, além da aposta do uso das tecnologias como motor para a construção do conhecimento e para o fomento do processo de ensino e aprendizagem.

A primeira palestra foi ministrada pelo chefe do departamento de pós-graduação do Instituto Serzedello Correa, do Tribunal de Contas da União, (ISC-TCU), Clemes Santos, que abordou os desafios e oportunidades na pós-graduação a distância e detalhou a forma como ISC-TCU elabora as suas capacitações. “A nossa construção das capacitações vem a partir de uma trilha de aprendizagem baseada nas experiências que o servidor vai ter na formação e no reconhecimento das realidades e necessidades de cada área, para que possamos oferecer a melhor solução para cada unidade. É importante destacar que não basta a formação acadêmica se não há efetivação da prática”, pontuou Clemes.

A educação legislativa e o uso das tecnologias foi tema da segunda palestra, comandada pelo coordenador-geral do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), órgão do Senado Federal, Luís Fernando Pires Machado. “A educação deve ser entendida como um processo de ensino que busca o fortalecimento da pessoa e não dá mais para negar a necessidade de utilizar as tecnologias nesse processo”, completou Fernando.

A programação do evento, que teve como público integrantes das escolas associadas à Abel, contou ainda com o anúncio do local do 37º Encontro da Abel, que será realizado em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e vai comemorar os 20 anos de Associação, além da marca de mais de 300 escolas em funcionamento no Brasil, garantindo unidades de ensino em todas as Assembleias Legislativas e Tribunais de Conta do país. Os presentes também conferiram o lançamento de livros e apresentações de projetos executados pelas Escolas que fazem parte da Associação.

Rede de Ensino – O Encontro da Abel também foi espaço para a apresentação do projeto da Rede de Ensino Legislativo, uma estratégia de unificação da oferta e divulgação de capacitações promovidas por um conjunto de instituições de ensino parceiros. “O nosso objetivo é ampliar a oferta de cursos de qualificação profissional através da criação de uma rede de ensino legislativo que envolveria instituições nacionais e internacionais”, pontuou o diretor da Unale, Evaldo Bazeggio.

Durante a apresentação da proposta, o presidente da Abel, Florian xx, reforçou a importância da parceria entre a Associação e a Unale nesse projeto e sugeriu a ampliação do campo de alcance da Rede. “É essencial que possamos também atingir as escolas das Câmaras Municipais para que possamos fortalecê-las e garantir a capacitação do quadro técnico do legislativo municipal”, propôs o gestor.

por Mariana Clarissa

Compartilhe!