whatsapp-image-2019-11-22-at-10-55-52O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), defendeu ações e projetos de lei para garantir a eficiência da gestão e governança nas administrações públicas, durante apresentação ‘cases de humanização’ do órgão, na manhã desta sexta-feira (22), na conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), que acontece em Salvador (BA). Ao presidente do Legislativo baiano, deputado Nelson Leal (PP), que prestigiou a palestra, Augusto Nardes sugeriu que a Assembleia baiana (ALBA) apresente um projeto de lei de governança para o Estado da Bahia.

“Tenho certeza que precisamos investir na qualidade da administração, pois nosso compromisso maior é o de melhorar a qualidade de vida do nosso povo. Precisamos de um Estado mais enxuto e que faça mais investimentos”, afirmou Nelson Leal, destacando que “a Bahia é o segundo estado que mais investe no Brasil e, proporcionalmente, o que mais investe”. O presidente da ALBA presenteou o ministro do TCU, em nome dos seus pares, com uma pequena escultura de berimbau, “símbolo de nossa baianidade”.

Para o ministro, a insatisfação da população brasileira com o alcance e ações do Estado, tanto por parte do Legislativo, Judiciário e Executivo, pode ser justificada pela ausência de governança. “Existem hoje no país 14 mil obras inacabadas, por falta de planejamento, análise de riscos, enfim, falta de governança”, observou Nardes. Ele também registrou a situação das contas públicas de alguns entes da federação, defendendo educação financeira para estados e municípios. “Atualmente, onze estados estão com salários atrasados”, revelou.

Nelson Leal elogiou a atuação do presidente da Unale, deputado Kennedy Nunes (SC): “Por sua dedicação à Unale, ele quase foi cassado; foram 189 pernas de voos pelo Brasil em um ano”. Ele garantiu tranquilidade à próxima presidente da Unale, a deputada baiana Ivana Bastos (PSD), que é candidata única ao cargo. “Eu já disse que ela não vai passar pelas dificuldades que Kennedy passou, porque vamos mudar nosso regimento para que possa caminhar o país, representando nossos deputados”, afirmou o chefe do Poder Legislativo da Bahia.

Ainda pela manhã, aconteceu a apresentação do secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco, que destacou, “no aspecto da humanização, o investimento ‘silencioso’ do Estado na capacitação e formação de mão de obra para o setor turístico”. O gestor deu as boas-vindas aos unaleanos, enaltecendo as belezas naturais do estado que tem “a maior costa do Brasil, com 13 zonas turísticas, além de 133 municípios com viés turístico, cada um com suas particularidades”.

Fausto Franco trouxe, como novidade, a bandeira do turismo náutico na Baía de Todos-os-Santos (BTS). Ele detalhou o contrato de 78 milhões de dólares do governo baiano com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para intervenções na BTS. “A gente que tem a maior baía navegável do mundo, a segunda maior baía do mundo. Serão 13 intervenções náuticas, cobrindo toda a BTS, entre bases náuticas, terminais turísticos e atracadouros”.

Alexandre Melo / Ascom ALBA
Compartilhe!