O presidente da União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale), Luis Tchê (PDT-AC), foi recebido nesta segunda-feira (12), por deputados estaduais, na sede da Assembleia Legislativa. Na pauta do encontro, a discussão do pacto federativo e de outras ações para o fortalecimento do poder Legislativo. “Assumi o comando da Unale em maio deste ano, com uma proposta de debater no âmbito dos Legislativos Estaduais, ações propositivas para a discussão do pacto federativo. Acredito e defendo que é nas Assembleias que devam ser discutidos os temas de interesse nacional, de forma regionalizada”, explicou Tchê.

O presidente da União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale), Luis Tchê (PDT-AC), foi recebido nesta segunda-feira (12), por deputados estaduais, na sede da Assembleia Legislativa. Na pauta do encontro, a discussão do pacto federativo e de outras ações para o fortalecimento do poder Legislativo. “Assumi o comando da Unale em maio deste ano, com uma proposta de debater no âmbito dos Legislativos Estaduais, ações propositivas para a discussão do pacto federativo. Acredito e defendo que é nas Assembleias que devam ser discutidos os temas de interesse nacional, de forma regionalizada”, explicou Tchê.

Ele foi recebido pelos deputados estaduais Luizinho Goebel (PV), Jean Oliveira (PSDB), Neodi Carlos (PSDC), Saulo Moreira (PDT), Maurão de Carvalho (PP), Ribamar Araújo (PT), Flávio Lemos (PR), Ana da 8 (PTdoB) e Eurípedes Lebrão (PTN). Luis Tchê explicou que é preciso que as Assembleias tenham autonomia para discutir temas como a emancipação de municípios. “Ninguém melhor que os deputados conhecem e acompanham de perto os problemas locais. Não tem sentido um senador de São Paulo, por exemplo, discutir sobre a emancipação da Ponta do Abunã”, comentou.

O deputado Luizinho destacou que a Assembleia se integrou nas discussões do Código Florestal e em outras ações de interesse do Estado. “Temos tido uma agenda propositiva e com a finalidade de fortalecer o Legislativo, que está integrado às discussões de interesse da sociedade rondoniense”, completou. O deputado acreano declarou que é preciso rediscutir a distribuição dos recursos da União. “Hoje, apenas um terço do arrecadado é direcionado aos Estados e Municípios, que em contrapartida a cada dia assumem mais responsabilidades. Estou percorrendo as Assembleias do país para discutir essa e outras mudanças que precisam ser colocadas na pauta de temas dos Legislativos Estaduais”, acrescentou Tchê.

Entre fevereiro e março do próximo ano, o presidente da Unale deverá concluir o ciclo de visitas às Assembleias, e partir daí trabalhar uma agenda propositiva, que servirá de base para a concepção da marcha à Brasília dos deputados estaduais.

Compartilhe!