A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), que investiga dos problemas da telefonia na região, definiu o novo calendário de audiências a ser realizado na região sul do Estado. Cinco cidades serão visitadas pelos deputados membros da CPI; São Raimundo Nonato, São Raimundo Nonato, Bom Jesus, Corrente e Uruçuí.

Na segunda-feira (11) será a vez da população de São Raimundo Nonato ser ouvida; na terça-feira (12) em Canto do Buriti e Bom Jesus; na quarta-feira (13) em Corrente e  na quinta-feira (14) em Uruçuí. O objetivo das audiências é ouvir da população e dos representantes do Ministério Público, prefeituras, legislativo municipal e representante da OAB-PI, nestas cidades, as reclamações e problemas causados pelas falhas na prestação do serviço de telefonia.

De posse dos dados os parlamentares irão encaminhar um relatório final, juntamente com as demais comissões, realizadas por assembleias de outros estados, que deve servir como base para que o Congresso elabore a aprova uma nova lei regulamentando os serviços de telefonia no país. Além disso, segundo o presidente da OAB-PI, Willian Guimarães, o relatório da CPI vai reforçar as ações que a Ordem pode impetrar contra as operadoras na defesa dos direitos dos usuários do serviço, tanto no Piauí com o em todo o Brasil.

Segundo o deputado Cícero Magalhães, presidente da Comissão, o trabalho nas audiências está superando todas as expectativas. “A população está correspondendo, está comparecendo e levando suas reclamações e isso tem sido muito importante”, afirma. A CPI da telefonia já realizou 11 audiências em cidades pólos do Estado. Foram ouvidos centenas de consumidores e em alguns relatos os deputados ouviram que cidades inteiras do Piauí ficam até 15 dias sem serviço de telefonia móvel devido a panes no sistema.

Fonte: Agência ALEPI

Compartilhe!