O Ministério da Saúde lançará, até agosto de 2021, a 196, linha de atendimento com informações e socorro para pessoas com doenças mentais. Para isso, a pasta iniciará, no próximo janeiro, curso de treinamento para profissionais da área.

“A linha deve ser colocada à disposição da população até o meio do ano de 2021. E vai se chamar 196, porque todos esses números são usados como linhas de atendimento de urgência, por isso são usadas por Polícias, Bombeiros e SAMU, por exemplo. E servirá para dar informações e ajuda para pessoas com doenças mentais”, afirma ao R7 Planalto Mayra Pinheiro, coordenadora do grupo de trabalho para regulamentar a lei de prevenção ao suicídio e automutilação entre crianças, adolescentes e jovens no país.

O grupo foi criado a partir da Lei Federal nº 13.819/2020, que institui a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio, a ser implementada pela União em cooperação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, além da participação da sociedade civil e de instituições privadas.

Administrada pelo Ministério da Saúde, a equipe é interministerial – participam também funcionários das pastas de Educação, da Cidadania e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Os trabalhos, que já duram quase dois anos, terão ações práticas no primeiro mês de 2021.

Fonte: Plínio Aguiar / R7