Search
Close this search box.
Foto/Divulgação

Imunizante feito com o insumo nacional deve ser produzido ainda este mês

Na última sexta-feira (7), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro do insumo farmacêutico ativo (IFA) fabricado pela própria Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para a fabricação da vacina contra Covid-19 da Fiocruz/AstraZeneca. Ou seja, o Brasil terá sua primeira vacina 100% nacional.

A previsão da Fiocruz é que a primeira vacina com todas as etapas de produção do imunizante feitas no País chegue aos pontos de saúde a partir da primeira semana de fevereiro. Ainda segundo a fundação, nos próximos cinco meses, serão entregues 130 milhões de doses ao Ministério da Saúde.

Para a aprovação 100% do IFA, a agência realizou diversos estudos para comprovar que a vacina insumo teria a mesmo desempenho do que a desenvolvida no exterior. Como resultado, os estudos comprovaram que o insumo mantém a mesma eficácia do produto importado.

Desde maio de 2020, a Fiocruz vem produzindo diversos lotes testes que foram submetidos às análises da Anvisa, que já havia feito a Certificação de Boas Práticas de Fabricação do novo imunizante, o que garante que a linha de produção cumpre com todos os requisitos necessários para a garantia da qualidade.

Por Danilo Gonzaga/Ascom Unale

Compartilhe!