alego_doacaosanguePresidente de Assembleia Legislativa de Goiás, o deputado Helio de Sousa (PSDB) abriu oficialmente a campanha de doação de sangue e lançou, pela primeira vez, a campanha de doação de medula óssea na manhã desta terça-feira, 30. A ação tem o apoio da Seção de Protocolo e Arquivo, no intuito de colaborar com o servidor da Casa Carlos Augusto Jesus Silva, que ali trabalha e necessita de transplante de medula.

“Essa campanha reflete aquilo que é o sentimento dos servidores desta Casa. Já realizamos outras edições, todas com sucesso, agora vamos apoiar um colega que precisa”, salientou Helio de Sousa.

Para o parlamentar, a campanha mostra para a população que a Assembleia é constituída de pessoas que querem contribuir. “Quem doa é mais humano e mais feliz.”

Na oportunidade o presidente convidou Carlos Augusto para participar da abertura e fazer uso da palavra em agradecimento pela iniciativa. “Se não servir para mim, vai servir para alguém que está na lista de espera”, disse o funcionário da Assembleia.

As coletas serão realizadas ao longo do dia, até as 16 horas, na sala José Porfírio, para candidatos a doações de medula, e na unidade móvel do Hemocentro na entrada principal do Palácio Alfredo Nasser, para os doadores de sangue.

Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde poderá doar sangue e medula óssea. A medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias.

A princípio, os candidatos a doadores de medula preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.

Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante. Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de uma em 100 mil.

Para o doador, o ato será apenas um incômodo passageiro, para o doente, será a diferença entre a vida e a morte. A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade e de amor ao próximo.
Segundo dados do Hemocentro, que atende 80 unidades de saúde de todo o Estado, o estoque de sangue está abaixo da média necessária. E, para que a situação seja normalizada, precisa de 150 bolsas de sangue por dia. Porém, nos últimos dias, a média é de apenas 40.

Fonte: ALEGO

Compartilhe!