A Assembleia Legislativa do Piauí (ALPI) aprovou projeto de lei de autoria do deputado estadual Cícero Magalhães (PT), que torna obrigatória a identificação de crianças e adolescentes nos hotéis do estado. A medida se aplica pessoas entre 0 e 18 anos incompletos e abrange hotéis, motéis, pensões e semelhantes.

“O objetivo é dar maior proteção ao público menor e ao mesmo tempo ajudar a polícia na investigação de desaparecimentos, violência sexual, sequestros e tráfico de crianças e adolescentes” explica Magalhães.

No momento da admissão, o funcionário do estabelecimento terá que requerer o documento do menor e preencher seus dados constando: nome completo , naturalidade , data de nascimento, dados pessoais dos pais ou responsável, além da data de entrada e saída do estabelecimento. A ficha deve ficar disponível pelo prazo de dois anos. Se o menor não] tiver documento, o estabelecimento deve comunicar o fato ao conselho tutelar e a delegacia de polícia local.

O descumprimento prevê desde notificação até multa de 250 a 2.500 ufir’s, valor que deve ser direcionado integralmente ao FIA – Fundo para Infância e Adolescência.

O projeto segue agora para sanção do governador do Estado. A lei entrará em vigor 90 dias após a data de sua publicação.

Fonte: ALPI

Compartilhe!