A implementação do Modelo de Gestão de Competências nos Legislativos foi o pontapé inicial do encontro da Associação Nacional dos Servidores Públicos em Recursos Humanos do Legislativo – ANSREHL, durante a 25ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais – CNLE. O evento, realizado nesta quarta (09), de forma presencial e remoto, contou com a participação de servidores e palestrantes de diversos estados. Ao abrir os trabalhos, o presidente da ANSREHL Theofilo Moreira Pinto Neto, ressaltou a expressiva participação de servidores de 18 Assembleias brasileiras no evento, com mais de 60 inscritos presencialmente.

A primeira palestrante, Maria Helenice Ferreira Lima Bento Pinheiro, Diretora do Departamento de Gestão de Pessoas da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE), detalhou as principais ações realizadas na área e destacou a implementação do Modelo de Gestão por Competências na instituição. Segundo Maria Helenice, o “objetivo é tornar a ALCE uma das casas mais abertas e transparentes do Brasil”, através do investimento no desenvolvimento do capital humano, na capacitação de servidores, no planejamento estratégico e na valorização dos servidores, entre outras iniciativas.

A segunda palestra do evento foi apresentada por Marco Antônio Karam, procurador da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, abordando a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no âmbito das Casas Legislativas. Karam ressaltou que os setores de RH possuem dados dos servidores como endereços, salários, dados pessoais, sendo, portanto, uma área sensível, que precisa ter atenção e debate para identificação de soluções de questões. Ele destacou ainda a questão dos riscos de vazamentos de dados internos. “A comunidade europeia está lidando com os mesmos problemas, em busca de solução também”, citou, complementando que a Europa uma referência quando o assunto é proteção de dados.

Pela programação do evento, houveram, ainda duas mesas redondas sobre a situação atual da implementação do E-Social nas casas legislativas e ainda sobre novidades implementadas ao longo de 2022 e projetos para 2023 na área de gestão de pessoas nos Legislativos.

Por Ana Luiza Melo

Compartilhe!