Search
Close this search box.

Com objetivo de alertar crianças e adolescentes com relação aos danos causados pelo uso de álcool no organismo, o deputado Airton Português (PSD), apresenta o projeto de Lei que prevê a implantação de Programa Preventivo do Alcoolismo nas redes pública e privada de ensino em Mato Grosso.

Conforme o projeto, o programa será apresentado em escolas de ensino fundamental e médio, de forma e linguagem ostensiva direcionado para cada faixa etária, por professores e agentes treinados, fazendo com que essas crianças e adolescentes tornem-se também disseminadores da proposta apresentada.

“A aprovação dessa lei será de grande valia. Principalmente por ser uma forma de prevenir o uso do álcool muito cedo, que segundo pesquisas, é um dos causadores da morte de milhares de pessoas no mundo. Uma forma também desses jovens levarem para casa o que aprenderam durante as palestras realizadas”, disse Português.

Aos professores e técnicos caberá ministrar palestras, direcionar atividades dentro e fora das salas de aula, com fundamento e conhecimento sobre o tema abordado, além de incentiv arem concursos culturais em escolas, que envolvam o tema, desde redações, passando por teatros, composições musicais, desenhos ilustrativos, paródias e outros que, por ventura, surjam entre os participantes.

“Acredito que esse projeto do deputado Airton Português mudará a vida de muitos jovens da rede pública de ensino. Muitos não recebem conselhos em casa sobre o consumo da bebida alcoólica. Ou até mesmo convivem com essa situação durante anos”, conta Maria Mello, professora da rede pública.

Pessoas que conseguiram se recuperar do vício e médicos da rede pública estadual também poderão ser convidadas a ministrar palaestras nas escolas, mostrando de forma concreta os males que o vicio do álcool pode causar.

O projeto prevê ainda  convênios com instituições, agências de propaganda, empresários que desenvolvam atividades que envolvam a prevenção e conscientização a respeito do assunto.

A produção de material didático elaborado em forma de apostila para que os alunos possam desenvolver atividades escritas, bem como visitas a centros de recuperação de alcoólatras, caso haja na cidade, para conversar com pessoas que se disponham a colaborar, também fazem parte do projeto. As despesas advindas desse programa, disposto como lei, correrão por conta de dotações orçamentárias da Secretária de Estado de Saúde (SES-MT).

Fonte: Agência ALMT

Compartilhe!