A última sessão da 4ª edição do Parlamento Jovem da Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul (ALMS), na segunda-feira (9), destacou jovens deputados que aproveitaram a rica experiência para se sobressair na vida profissional. Muitos dos estudantes que passaram pelo projeto hoje alcançaram posições de liderança e pretendem atuar como disseminadores na sociedade de uma nova política.

“Foi uma experiência muito ampla. O Parlamento não é um projeto qualquer, mas um projeto que permite uma nova visão sobre a política, que mostra a nossa capacidade de avançar cada vez mais na mudança se buscarmos fazer nossa parte à base da união e do respeito”, ressaltou a jovem deputada Bianca Espinosa.

Para o estudante Gabriel Simão, o Parlamento Jovem proporcionou um grande crescimento pessoal. ”Foi uma convivência maravilhosa onde pudemos adquirir conhecimentos sobre os trâmites da política. Nesse sentido, podemos dizer que temos o saber político e, a partir dele, fazer a diferença”, completou.

No encerramento da 4ª edição do Parlamento Jovem, foram listados os estudantes que conseguiram alcançar grandes objetivos após a passagem pelo projeto. Entre eles está o jovem Daniel Menezes que, aos 15 anos de idade, foi aprovado na Escola Preparatória de Cadetes de Ar e também o estudante Danilo Erly, também de 15 anos, que conquistou a nota máxima na redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

“São jovens com um amadurecimento diferenciado que agora trilham seu próprio caminho. Eles são garotos e garotas politizados que estão direcionados para um futuro brilhante”, afirmou Clarice Maciel, diretora da Escola do Legislativo, responsável por coordenar o projeto Parlamento Jovem.

No balanço feito pelos jovens parlamentares durante a sessão, foram contabilizados 23 proposições apresentadas durante o mandato, sendo seis projetos de lei, um de Decreto Legislativo e um de Lei Complementar.

Educação foi o assunto mais debatido pelos deputados estudantes da 4ª edição do Parlamento Jovem. O tema, segundo Aparecida Borges, coordenadora pedagógica do projeto, reflete as necessidades vivenciadas por eles no ambiente escolar. “Eles estão comprometidos em mudar as dificuldades que existem em seu âmbito de convivência, são jovens conscientes sobre a importância da educação e eles pensam não só no micro, mas também no macro que é a questão das políticas públicas”, enfatizou.

A ex-secretária de Educação do Estado, Cheila Vendrami, que acompanhou as quatro edições do Parlamento Jovem, afirmou que os estudantes que passaram pelo projeto estão preparados para provocar as mudanças necessárias na política brasileira. “Os jovens sempre tiveram à frente das maiores conquistas nesse País. É indispensável, se queremos ética na política, que os jovens se insiram nesse meio. O Brasil não precisa de jovens agressivos e transtornados, mas de jovens cientes e conscientes de seu papel, direitos e deveres como cidadãos que pensem no amanhã não só deles, mas no amanhã de todos”, refletiu.

Para a estudante Daniely Lima, 17 anos, fazer a diferença é o lema de cada jovem que participa do Parlamento. “Antes de entrar no projeto, somos adolescentes que julgamos a política sem grandes conhecimentos ou argumentos, mas hoje somos líderes em nossas comunidades”, mencionou Daniely, que tem nos planos continuar a ajudar o meio em que vive através da futura profissão de advogada.

O pai da jovem, Gilmar Lima, 41 anos, se mostrou orgulhoso do crescimento da filha a partir do projeto. “Ela inseriu em casa o debate sobre política. Não éramos envolvido no assunto, nem tínhamos interesse, porém, o entusiasmo da Daniely com o Parlamento Jovem comoveu a família que passou a discutir a política dentro de casa”, disse.

A sessão de encerramento contou com a presença da deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB), 3ª vice-presidente da Casa de Leis, que parabenizou os jovens estudantes e os aconselhou nos futuros desafios. “Tenho certeza que serão futuros políticos com mais zelo, ética e mais amor. Esses jovens irão apagar o pensamento da política como um meio inacessível e cruel e irão escrever um novo cenário. O Parlamento Jovem tem esse objetivo e essa responsabilidade de promover no jovem uma política que olhe para dentro do ser humano”, declarou a deputada sobre o projeto que segue agora para sua 5ª edição.

Fonte: Agência ALMS

Compartilhe!