Em 2020 a história da radiofonia brasileira completa 98 anos. Foi no dia 7 de setembro de 1922, que em uma estação de rádio instalada no alto do Corcovado, no Rio de Janeiro, ocorreu a primeira transmissão radiofônica do país. Em comemoração ao centenário da independência do Brasil, os poucos receptores da época puderam ouvir o discurso do então presidente Epitácio Pessoa.

Apesar da primeira transmissão, o rádio no país ainda era incipiente e as transmissões amadoras. Apenas em 1923, que Roquete Pinto, considerado o pai da radiodifusão brasileira, fundou a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

Os primeiros programas de rádio eram realizados por amigos e sem muita pretensão. Foi Roquete Pinto que criou o primeiro rádio jornal do Brasil. O chamado Jornal da Manhã consistia na leitura de notícias de jornais impressos do dia.

Ainda em 1923 foi inaugurada a Rádio Educadora Paulista, primeira emissora do Estado de São Paulo, inicialmente comandada por Frederico Vergueiro Steidel. A rádio foi instalada no antigo Palácio das Indústrias, que futuramente viria a ser sede da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Com a posse de Getúlio Vargas, em 1930, o rádio tomaria o lugar de destaque no Brasil. O então presidente autorizaria as emissoras a veicularem propaganda paga, tendo como contrapartida a transmissão do Programa Nacional em todas as emissoras brasileiras.

O rádio se tornou o primeiro meio de comunicação de massas e teve sua época de ouro com as radionovelas, as grandes performances de intérpretes da MPB e a cobertura jornalística da Segunda Guerra, feitas pelo Repórter Esso.

Rádio Assembleia

Hoje é possível estar por dentro de todas as atividades do Legislativo paulista por meio do Soundcloud e do aplicativo da Rede Alesp para smartphones. Mas antes mesmo dos telefones móveis terem tanta tecnologia, a Assembleia Legislativa já levava à população paulista todas as notícias do parlamento pela Rádio Assembleia.

O então presidente Vanderlei Macris inaugurou as instalações da Rádio Assembleia no ano de 2001. Na época, Macris afirmou se tratar de um “ganho democrático para São Paulo”, ao viabilizar mais um meio de acesso ao dia-a-dia do Parlamento paulista.

A Rádio Assembleia deu início aos trabalhos no ano de 2003, com matérias diárias disponibilizadas para serem ouvidas pelo portal ou baixadas em arquivos MP3 para serem reproduzidas por rádios de todo o Estado.

Fonte: ALESP