Comemorado ao longo deste mês, o Novembro Laranja faz parte da Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido, que tem como objetivo informar as pessoas sobre os problemas auditivos. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 28 milhões de brasileiros estão nessa condição.

O zumbido acontece quando o ouvido passa a trabalhar sem que haja um gerador de ruído no ambiente, resultando assim em um barulho incômodo ao portador.

Rastrear a origem deste quadro não é fácil, pois o problema não se trata propriamente de uma doença, e sim, de um sintoma. Algumas das principais causas são complicações no sistema auditivo, doenças neurológicas, problemas odontológicos e até mesmo desvios na coluna.

O grau de intensidade do zumbido ser leve, quando não causa grandes transtornos para a vida do paciente, intenso, com uma sensação incômoda que afeta a rotina e a realização de atividades habituais, ou o mais severo, em que a condição se torna intolerável ao portador.

Como as causas são variadas, o tratamento pode se basear em acompanhamentos multidisciplinares, como ortodontia, psicologia, fisioterapia e fonoaudiologia. Por isso é imprescindível investigar corretamente a origem de cada caso.

Desde 2001, São Paulo conta com o Programa Estadual de Saúde Auditiva. Criado pela Assembleia Legislativa por meio da Lei 10.887, a iniciativa tem como objetivo incentivar a realização de ações, em escolas de todo o estado, voltadas à promoção, prevenção e recuperação da saúde auditiva de crianças residentes em território paulista.

FONTE: ALESP