alesc-20-02A exposição “Recortes do Acervo”, composta por obras que pertencem à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, abre oficialmente a programação cultural do Parlamento catarinense em 2018. Até o dia 2 de março, o público pode conferir 17 peças que estão na Galeria de Arte Ernesto Meyer Filho, no hall do Palácio Barriga Verde.

Conforme a gerente cultural da Alesc, Any Santos, as obras foram selecionadas pela equipe técnica na Gerência Cultural dentro do acervo do Legislativo catarinense, que conta com aproximadamente 600 obras catalogadas. “Fizemos uma seleção de quadros e esculturas de artistas com expressão no Estado e no Brasil nos anos 70, 80 e 90”, explica Any.

A mostra tem peças de Marinho de Haro, Rodrigo de Haro, Meyer Filho, Vecchietti, Neusa Leite, Érico da Silva, Dircéa Binder, Suely Beduschi, Wilson Martins, Schwanke, Max Moura, Eli Heil, Antônio Mir, Nini, Vera Sabino, George Peixoto, Hassis e Dimas Rosa.

De acordo com Any, o acervo da Assembleia está espalhado pelos corredores, salas e gabinetes do Palácio Barriga Verde e dos outros imóveis que abrigam os setores administrativos da Alesc. A maior parte dele é fruto de doação de artistas que expuseram suas obras nas dependências da Casa. O objetivo da Gerência Cultural é realizar mais mostras com peças do acervo legislativo.

“Essa exposição é importante para que as pessoas tenham conhecimento do acervo que a Assembleia dispõe e também para mostrar que o Legislativo é um local onde tem cultura, onde a cultura é valorizada”, comentou.

A exposição “Recortes do Acervo” está aberta para visitação do público de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, no hall do Palácio Barriga Verde.  Mais informações sobre as atividades da Gerência Cultural podem ser obtidas pelo telefone (48) 3221-2584.

Fonte: ALESC
Compartilhe!