A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa  (Ales)  protocolou o Projeto de Lei (PL) 579/2020, que acrescenta ao calendário de datas comemorativas e de interesse público o Dia Estadual de Conscientização sobre a Hemofilia, a ser lembrado em 17 de dezembro.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem a quarta maior população de hemofílicos no mundo, com cerca de 13 mil casos cadastrados. Os protocolos de prevenção e tratamento para essa doença hereditária e sem cura são oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Homens estão mais suscetíveis a apresentar esses distúrbios genéticos e hereditários que dificultam a coagulação adequada do sangue, podendo gerar hemorragia de difícil controle. O tratamento é feito com reposição intravenosa periódica conforme a gravidade da doença.

O presidente da Comissão de Saúde, deputado Doutor Hércules (MDB), considera a necessidade de dar visibilidade às questões sobre diagnóstico e tratamento das pessoas com hemofilia, chamando a atenção do governo do estado, de pesquisadores, a indústria farmacêutica e de profissionais de saúde para o assunto.

“Precisamos informar a população de forma clara e objetiva sobre as formas de prevenção e fomentar políticas públicas que forneçam o diagnóstico e tratamento para a hemofilia”, afirma Doutor Hércules.

Tramitação

A matéria será analisada pela Comissão de Justiça da Casa.

Fonte: ALES