Foto/Divulgação

Conforme dados da Justiça Eleitoral, até o último domingo (25) cerca de 30 milhões de eleitores no Brasil e exterior já haviam ativado o aplicativo e-Título, sendo mais de 2,5 milhões de usuários ativos só na última semana. O eleitor deve ficar atento ao prazo para obter a via digital do documento, que vai até 1º de outubro.

No dia do primeiro turno, 2 de outubro, a emissão do e-Título estará suspensa, e só voltará a ser liberada a partir do dia 3. Em caso de segundo turno, marcado para 30 de outubro, também só será possível baixar o aplicativo até a véspera, ou seja, 29 de outubro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) orienta para que o eleitorado baixe ou atualize o e-Título o quanto antes para evitar dificuldades que possam surgir ao deixar a emissão para a última hora.

O app é gratuito e está disponível nos sistemas Android e iOS e pode ser baixado na App Store e na Google Play. Em funcionamento desde 2018, permite a obtenção da via digital do título de eleitor, além de consultas ao local de votação, emissão de certidão de quitação eleitoral e nada consta criminal eleitoral, entre outros serviços.

O e-Título substitui o documento em papel e pode ser utilizado como identificação, desde que atualizado e com foto. No app, o eleitor tem como justificar ausência no dia do pleito e também após as eleições, desde que ele esteja fora do domicílio eleitoral ou possa comprovar depois a impossibilidade do exercício do voto.

Fonte: ALEES

Compartilhe!