Ao destacar a importância do Dia Mundial da Justiça Social, o deputado João Coser chamou a atenção da classe política e da sociedade em geral no sentido da necessidade de erradicar a pobreza e a fome, que ainda persistem no país. A data foi criada em 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para reconhecer que a paz e a segurança entre os Estados só podem ser alcançadas por meio de justiça social e desenvolvimento.

Ele considerou que a data serve também de reflexão sobre a relevância da promoção da saúde, educação e do bem-estar das pessoas, além de que, para o deputado, o desafio do combate a todas as formas de discriminação social deve ser permanente até que essas distorções sejam superadas na humanidade.

“O dia de hoje foi criado para lembrar o mundo da importância de eliminar as barreiras sociais entre os diferentes grupos e reforçar a necessidade de iniciativas e políticas públicas para combater a pobreza, a exclusão, os preconceitos e também o desemprego”, acrescentou.

Dependência química

Já o deputado Coronel Weliton (PTB) fez um apelo ao governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, para que amplie de 240 para mil o número de vagas contratadas em clínicas particulares para o tratamento de dependentes químicos.

Ele considera insuficiente o total de vagas contratadas citando que no estado a Justiça já determinou este ano cerca de 500 internações compulsórias.
O deputado afirmou que a necessidade de vagas se torna ainda maior já que, além das internações compulsórias, há uma quantidade considerável de dependentes químicos que desejam se recuperar de forma voluntária, mas não têm condições de pagar pela internação.

Coronel Weliton afirmou que a previsão era de que o governo contratasse 30 clínicas de recuperação em dependência química, mas apenas 14 contratos foram fechados.

“Nosso apelo é para que todas as 30 clínicas sejam contratadas, pois teremos condições de atender as internações compulsórias e muitos dependentes que desejam se recuperar”, concluiu.

Nova Almeida

Em outra frente, o parlamentar cobrou do governo do Estado e da Prefeitura da Serra a inclusão de benfeitorias no projeto de reforma e ampliação da Praça do Pescador, no balneário de Nova Almeida.

Coronel Weliton relatou que a praça está sendo revitalizada, mas “esqueceram” da importância dos profissionais que dão nome ao logradouro, haja vista que a peixaria instalada no local precisa ser modernizada.

Ainda em seu pronunciamento o deputado reforçou apelos feitos no ano passado ao governo do Estado para resolver de vez a drenagem da foz do Rio dos Reis Magos, também no distrito de Nova Almeida.

Ele afirmou que o desassoreamento é necessário para que as embarcações dos pescadores possam transitar com segurança, mas observou que a areia retirada do rio está sendo despejada em local próximo à foz.

Por causa disso, dependendo das mudanças no curso das marés, todo o material retirado retorna para a foz, causando novamente os transtornos.

“Sabemos que agora no mês de março as marés se alteram, com elevação, e também a força das ondas aumenta. Com certeza toda essa areia que está sendo retirada neste momento vai retornar para o mesmo local (foz do rio)”, disse.

O parlamentar cobrou, ainda, a construção de dois piers frontais para que as embarcações dos pescadores possam trafegar com segurança e sugeriu que as estruturas sigam o modelo adotado no balneário de Jacaraípe.

Fonte: ALES

Compartilhe!