capa_38981_estacionamentoales11082017tatibeling2A Assembleia Legislativa do Espírito Santo adotou mais uma medida para preservar servidores e a população diante do enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. A partir desta quarta-feira (18) diretores e coordenadores terão a opção de acessar remotamente de casa, via computador pessoal ou mobile, os arquivos de seus computadores institucionais que estão interligados em rede.

Com essa medida, os servidores, principalmente os que estão nos grupos de risco, poderão ter acesso a esses arquivos de qualquer lugar, sem prejudicar a produtividade do trabalho legislativo. Inicialmente, o acesso remoto poderá ser utilizado pelos grupos gestores do parlamento capixaba, mas a medida está sendo ampliada para todos os servidores.

“Entendemos que o uso da computação em nuvem é fundamental para que os trabalhos na Assembleia não parem nesse período triste e incerto que estamos vivendo devido à pandemia do novo coronavírus. Vivemos na Assembleia um momento de grande transformação digital, e isso não é novidade pra ninguém. Não seria diferente num momento como esse. O trabalho remoto também nos permite acelerar a tramitação de processos urgentes e permitir que o Poder Legislativo não pare”, observa o presidente da Assembleia, deputado Erick Musso (Republicanos).

O diretor de Tecnologia da Informação, Dorimar Mandatto, explica que o servidor pode abrir o arquivo que precisa acessar e ter a liberdade de editar, salvar, enviar por e-mail ou até mesmo transferir o arquivo para o dispositivo do qual está remotamente. “Queremos que todos os servidores tenham uma experiência diferenciada quanto a` nova modalidade e forma de trabalho, principalmente aqueles que não estão presencialmente na Assembleia por estarem nos grupos considerados de risco a Covid-19”, avalia.

Mandatto explica ainda que a intenção e´ que a computação na nuvem – batizada na Assembleia como Nuvem Ales – esteja disponível online através de um endereço na web e através de um cliente servidor que faça a conexão direta para facilitar ainda mais os acessos as pastas e dar fluidez aos trabalhos. “Inicialmente, priorizamos atender o grupo gestor, até para que se tornem disseminadores da prática remota, mas pretendemos atingir todos os servidores em breve”, disse.

Essa é mais uma medida adotada pela Assembleia Legislativa e que também ajuda a preservar a saúde das pessoas neste período de circulação do novo coronavírus. “Evita-se o convívio social neste período crítico da doença, com os servidores podendo trabalhar de suas residências, mas sem deixar de produzir e evitando atrasos em suas tarefas diárias”, mostra o diretor.

Fonte: ALES
Compartilhe!