Os deputados Ezequiel Neiva (PTB), Jair Montes (Avante), Chiquinho da Emater (PSB) e Dr. Neidson (PMN), que integram a Comissão Temporária criada no âmbito da Assembleia Legislativa para acompanhar as medidas relacionadas ao enfrentamento da pandemia do Coronavírus (covid-19), além do deputado Luizinho Goebel (PV), entregaram na tarde desta quinta-feira (14), ao governador Marcos Rocha (PSL), a entrega da proposta de aluguel de 61 leitos, sendo 12 de UTI, no Hospital do Amor, em Porto Velho.

O aluguel de uma ala do hospital, orçado em R$ 2 milhões mensal, vai ser pago pela Assembleia Legislativa, com recursos economizados de seu orçamento próprio, conforme havia sido anunciado pelo presidente da Casa, Laerte Gomes (PSDB), durante entrevista coletiva através de vídeo conferência, e é uma contribuição direta do Parlamento para enfrentar a pandemia do Coronavírus.

“Estamos aqui formalizando a proposta do Hospital do Amor, para que o Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), possa conveniar e acertar toda a questão burocrática, com o custeio do aluguel ficando a cargo da Assembleia Legislativa”, informou o deputado Ezequiel Neiva.

Jair Montes reforçou que “a locação de 61 leitos vai ser junto com todos os profissionais necessários, medicamentos, material e equipamentos, para que os pacientes possam receber o tratamento adequado. O Governo vai conveniar com o hospital e a Assembleia vai fazer o pagamento”.

O governador agradeceu e reconheceu a importância da ação e determinou ao secretário da Sesau, Fernando Máximo, presente à reunião, para que desse total celeridade na parte administrativa. “Vai ser muito bom, é mais uma ajuda que a Assembleia está oferecendo e, com a união de esforços, é que vamos enfrentar essa grave crise que atravessamos. Vamos dar total atenção e celeridade nesse processo”, garantiu Rocha.

A unidade hospitalar deverá estar apta a ser ocupada em no máximo 15 dias. O deputado Chiquinho aproveitou para assegurar ao governador que a Assembleia vai garantir a compra de 30 mil cestas básicas, para serem entregues às famílias necessitadas. “Serão 10 mil distribuídas ao mês, durante três meses, para atender às famílias mais carentes, podendo esse número aumentar, se houver essa necessidade”, completou.

Dr. Neidson citou ainda a contratação de 13 ambulâncias equipadas com UTI móvel, para atender 12 municípios, custeadas com recursos do Parlamento Estadual. Ele aproveitou para solicitar do governador empenho para a conclusão das obras do hospital de Guajará-Mirim. “Temos que concluir a obra, pois os casos de covid-19 em Guajará-Mirim e a letalidade da doença, nos obriga a darmos celeridade na conclusão da obra, para atender à população”.

Fonte: ALERO