O setor de Serviço Social da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) realizou, na manhã desta terça-feira (11), uma ação de conscientização pela prevenção do câncer de mama. Servidores, visitantes e a população em geral foram recebidos na Casa Legislativa com laços cor de rosa, cor característica da campanha Outubro Rosa, e com cartilha distribuída pela Fundação Maria Carvalho Santos.

Segundo Gislene Moraes, do Serviço Social da Assembleia, a ação é um incentivo à prevenção. “O nosso objetivo é a prevenção ao câncer de mama, é incentivar nossos profissionais da Casa, visitantes. Estamos trazendo as informações necessárias para a prevenção do câncer de mama”, disse.

A servidora Tânia Maria da Silva Fernandes, do Setor de Apoio ao Legislativo, descobriu um câncer de mama realizando o autoexame. “Já tinha o costume de fazer o autoexame, e descobri o câncer durante o toque. Naquele momento fiquei sem chão, mas logo iniciamos os exames e, após a comprovação, começamos o tratamento. Foi uma caminhada longa, mas com muita fé em Deus. A descoberta precoce foi muito importante”, destacou. Ainda de acordo com Tânia Fernandes, “é muito importante que as mulheres façam o autoexame, mantenham uma vida saudável e cuidem-se. A prevenção é tudo no tratamento e cura”.

A servidora Maria da Graça Oliveira foi surpreendida pela ação. “É muito louvável, uma vez que aqui na Assembleia tem uma grande quantidade de mulheres e a informação é de suma importância. Foi aqui e agora que me lembrei que já está na hora de eu repetir meu exame de mamografia, que faço anualmente”, disse.

Outubro Rosa

O Outubro Rosa nasceu na década de 1990. O objetivo era estimular a participação da população no controle e prevenção do câncer de mama. Com isso, durante todo o mês de outubro, é relembrada a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é o segundo tipo de tumor que mais mata mulheres no Brasil, perdendo apenas para o câncer no pulmão. Dados indicam 57.960 novos casos da doença em 2017.

Diagnóstico precoce

A importância do diagnóstico precoce nos casos de câncer de mama é que ele aumenta a taxa de cura. Dentre as formas de detecção precoce deste tipo de câncer está o autoexame. É através dele que mais de 80% dos tumores são descobertos. Por isso é importante que as mulheres fiquem atentas a qualquer alteração nas mamas.

O autoexame deve ser feito uma vez por mês. A melhor época é logo após a menstruação. É importante fazer a avaliação em frente ao espelho, em pé e deitada. Durante o autoexame, procure deformações ou alterações no formato das mamas, abaulamentos ou retrações, feridas ao redor do mamilo, caroços nas mamas ou axilas e secreções pelos mamilos.

Outra forma de diagnosticar precocemente o câncer de mama é com a mamografia. A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) indica fazer mamografia a partir dos 40 anos, mas de acordo com histórico familiar isso pode mudar. Por isso é importante conversar com seu médico para definir a melhor idade para fazer o exame.

Fonte: ALEPI

Compartilhe!