Evento contará com a participação de governadores e parlamentares estrangeiros

Considerado o maior encontro parlamentar da América Latina, a 25ª Conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) reunirá em Pernambuco servidores, representantes das assembleias legislativas do país, governadores e uma delegação internacional formada por 9 deputados dos Estados Unidos e Taiwan. O evento, sediado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), acontece nos dias 9, 10 e 11 deste mês na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife.

Os painéis terão como tema central “Os rumos do Parlamento no Futuro”, cujo objetivo é debater as principais questões dos cenários local, nacional e internacional sob os aspectos político, econômico e social. Segundo os organizadores, o encontro promoverá a troca de ideias e discutirá propostas que possam melhorar a vida do cidadão e o desenvolvimento das cidades.

De acordo com o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PSB), Pernambuco tem uma grande tradição no Legislativo, sendo berço de nomes históricos da política que se destacaram no Parlamento. “Diante dos desafios que se apresentam para o futuro, nosso estado certamente dará sua contribuição na Conferência da Unale, sediando os debates, reunindo parlamentares para trocas de experiências, para que possamos conduzir a sociedade no caminho do crescimento econômico, da geração de emprego, provendo mais direitos e garantias para que o cidadão possa realizar seus sonhos e anseios”, enfatizou.

Para o vice-presidente da Unale e coordenador do evento, Diogo Moraes (PSB), um dos maiores desafios do país será em relação ao cenário nacional, principalmente na área econômica. Em sua avaliação, o Poder Legislativo terá papel fundamental na retomada do crescimento e na geração de empregos. “Teremos a oportunidade de debater com os mais diversos atores os rumos para o parlamento e para o Brasil”, comentou Diogo.

Debates simultâneos   

Nos três dias de conferência haverá discussões sobre os mais diversos temas de interesse da sociedade. Para se ter uma ideia da dimensão do evento, somente no primeiro dia do encontro, na quarta-feira (9), 17 salas de debates funcionarão com discussões simultâneas. Os temas são diversificados. Vão desde questões climáticas, passando pela discussão do futuro tecnológico e seus impactos para o papel dos legislativos estaduais, a debates sobre cidades inteligentes, economia criativa e as novas tendências, imigração e o simpósio nacional de mulheres, dentre outros.

No primeiro dia do evento, uma delegação internacional de nove deputados virá a Pernambuco para participar da Conferência Nacional da Unale e conhecer as instalações da Alepe. Os parlamentares estrangeiros serão recebidos pelo presidente da Casa, Eriberto Medeiros e pelo deputado Diogo Moraes.

Governadores  

No segundo dia do encontro, na quinta-feira (10), um dos temas da Conferência terá como debatedores os governadores de Minas Gerais, Romeu Zema; de Goiás, Ronaldo Caiado; do Tocantins, Wanderlei Barbosa, e do Maranhão, Carlos Brandão. Os três abordarão o tema “Gestão Pública nos Estados: cenário para os próximos quatro anos”.

O cenário econômico geral do Brasil, que a partir de janeiro estará sob novo comando, também será tema de um dos painéis, na quinta-feira (10). As principais questões envolvendo o assunto, principalmente os problemas surgidos na pandemia da Covid-19, serão tratados pela presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques.

Premiação

No último dia de Conferência, na sexta-feira (11), será eleita a nova diretoria da Unale para 2023 e anunciadas as assembleias legislativas vencedoras do prêmio “Assembleia Cidadã”. As três premiadas serão reconhecidas pelas melhores iniciativas em modernização dos serviços prestados nas categorias Projetos Especiais, Gestão e Atendimento ao Cidadão.

A Alepe foi vencedora por dois anos consecutivos o “Assembleia Cidadã” com os projetos “Alepe Acolhe” e “Lideralepe”. O primeiro projeto envolve a oferta de cursos de qualificação e vagas de estágio remunerado a jovens do Cadastro Nacional de Adoção e em situação de vulnerabilidade, oriundos de casas abrigos que ficam sob a responsabilidade da Justiça brasileira.

Já o segundo oferece a realização gratuita de seminários, capacitações e simpósios, buscando formar novas lideranças com um novo olhar voltado para o social e a melhoria da vida do cidadão.

Fonte: Folha de Pernambuco

Compartilhe!