alemtvacinaOs deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (PSB), 1º vice-presidente da Casa de Leis, e Carlos Avalone (PSDB) participaram na manhã desta sexta-feira (7) do lançamento dos testes da 1ª vacina brasileira da dengue em Mato Grosso. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), também esteve no evento, realizado no Centro de Avaliação e Pesquisa da Vacina contra a Dengue, em Cuiabá.

Para o deputado Eduardo Botelho, a vacina da dengue representa grandes avanços na área da medicina, uma vez que, com apenas uma única dose, a pessoa é imunizada contra os quatro sorotipos da dengue em circulação no Brasil.

“É a realização de um sonho e o começo para acabarmos com uma doença que faz um país inteiro sofrer, como o Brasil e os países africanos, que também passam por essa situação. Estamos participando de um momento histórico e, se Deus quiser, vamos nos livrar definitivamente desse mal que aflige todos, especialmente no verão”, declarou Botelho, lembrando que a Assembleia Legislativa participa ativamente no combate à dengue, juntamente com os governos de São Paulo e Mato Grosso.

Já o deputado Carlos Avalone parabenizou o trabalho feito pelo governo de São Paulo, especialmente o governador Geraldo Alckmin e o Instituto Butantan, que desenvolveu a vacina. Segundo ele, essa imunização representa evolução não só para o Brasil, mas também para todos os países em desenvolvimento e que sofrem muito com a dengue há quase duas décadas.

Estamos com problemas sérios com a dengue no Brasil e agora migrando para a o zika vírus, também transmitido pelo mosquito da dengue, o Aedes aegypti, e que trazem problemas como a microcefalia. E o governo de São Paulo investiu nesse sentido, e hoje o Butantan tem a pesquisa mais adiantada nesse sentido”, pontuou Avalone.

Médico, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, explicou que a vacina passa pela terceira e última etapa de testes antes de ser submetida à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“A possibilidade é que esse trabalho seja concluído no primeiro semestre do ano que vem para pedirmos a aprovação da Anvisa e fabricarmos em larga escala. A fábrica fica pronta no final do ano e é uma grande conquista para a população tomar uma vacina de graça contra os quatro tipos de vírus da dengue. Trabalhamos ainda para envelopar o zika vírus e, no futuro, essa vacina ser pentavalente”, afirmou Alckmin.

Durante o evento, alguns voluntários foram imunizados com a vacina. Em Cuiabá, os ensaios clínicos serão conduzidos pelo Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). No total, na capital mato-grossense, serão 1,2 mil voluntários, com idades entre 2 e 59 anos participando do estudo e que serão acompanhados por um período de cinco anos para verificar a eficácia da proteção oferecida pela vacina.

Além de Cuiabá, os testes já estão em andamento em Manaus (AM), Boa Vista (RR), Porto Velho (RO), Fortaleza (CE), Aracaju (SE), Porto Alegre (RS) e Campo Grande (MS), além de três centros no estado de São Paulo (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e Santa Casa de Misericórdia de São Paulo).

Fonte: ALEMT

Compartilhe!