De autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), o Projeto de Lei nº 167/2021 institui na rede de saúde pública de Mato Grosso o Programa Gestante De Primeira. O objetivo é oferecer cursos às gestantes sobre cuidados e atendimentos emergenciais às crianças de zero a seis anos.

Conforme o parlamentar, que atendeu crianças em consultório médico por mais de 40 anos, o acesso à informação pode salvar vidas. Por isso a proposição visa integrar conhecimento em áreas como medicina, nutrição, enfermagem, psicologia e serviço social, especialmente às mulheres que estão na sua primeira gestação.

“Esta é sem dúvida uma medida preventiva, que pode resultar em grande economia ao poder público, uma vez que vai evitar ou minimizar acidentes envolvendo as crianças. O programa tem caráter preventivo, educativo e propõe esclarecimento às futuras mães sobre os cuidados essenciais com a própria gestação e o bebê”, pondera o parlamentar.

Acidentes envolvendo a faixa etária de zero a 14 anos é um exemplo do que pode ser tratado pelo programa. Dados do segundo o Ministério da Saúde, apontam para uma média de 800 mortes por engasgamento no Brasil, a maioria acontece com crianças de até 1 ano de idade, por situações que poderiam ser evitadas.

“Não são apenas alimentos, peças de brinquedos soltas também merecem atenção das mães. A criança engasga porque o objeto ou alimento é maior que a traqueia. Pipoca só é recomendável após os 4 anos. No caso de carne, o ideal é que comece com pedaços desfiados, depois pequenos e só então um pouco maiores. É importante que a criança coma sentada e não em pé, correndo, além disso, é preciso aprender que tem que mastigar para engolir”, explica o deputado.

Entre os cinco acidentes que mais matam crianças no Brasil estão: quedas (quinto lugar), queimaduras (quarto lugar), sufocação (terceiro), afogamentos (segundo) e acidentes de trânsito (primeiro lugar). “Em Mato Grosso, temos muitos casos de afogamentos, sempre alerto as mães que não deixem as crianças brincarem perto de balde d’água, ao redor de piscinas ou córregos/rios, não dá para descuidar nem um minuto”, alerta Dr. Gimenez.

O projeto de lei propõe ainda que os cursos sejam ministrados em hospitais e postos de saúde da rede pública estadual, entre os temas a serem desenvolvidos estão: a importância do acompanhamento pré-natal; amamentação e o valor do leite materno; vacinação; primeiros socorros; alimentação; desenvolvimento infantil; e cuidados básicos para evitar acidentes.

Fonte: ALEMT/Assessoria Parlamentar

Compartilhe!