O Plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) sediará nesta terça-feira (26), a partir das 13h30, a audiência pública com o tema “O impacto da prevenção da saúde mental nas crianças e adolescentes”, proposta pelo deputado estadual Lidio Lopes. O evento encerra as ações do Setembro Amarelo – Mês de Prevenção ao Suicídio.

“Sabemos que a autolesão é vista como um comportamento humano complexo. Pensar sobre o sofrimento das pessoas e principalmente de nossas crianças e jovens e procurar promover seu bem-estar são alvos relevantes no cenário nacional, e cabe ao Poder Público propiciar a defesa da vida, para toda a sociedade, inclusive aos jovens e adolescentes”, destacou Lidio Lopes, coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente.

Profissionais das áreas da Educação, Saúde, Assistência Social e Direitos Humanos participarão de painéis sobre ações de prevenção e experiências dentro dos ambientes escolares. Lidio Lopes é autor do Projeto de Lei 259 de 2023, que estabelece as diretrizes para criação da política de promoção à saúde mental, com prevenção e a posvenção ao suicídio e autolesão, dentro das escolas estaduais e privadas de Mato Grosso do Sul.

A proposta determina os seguintes objetivos: identificar os alunos que apresentam indicadores e evidências de autolesão ou ideações suicidas, buscando prevenir sua manifestação; realizar campanhas, exposições com cartazes, folders e vídeos, citando eventuais sintomas, alertando para possíveis diagnósticos e aumentando o acesso público às informações sobre todos os aspectos de prevenção, bem como aos meios disponíveis de ajuda e apoio emocional aos alunos.

O projeto também prevê a promoção de ações práticas de sensibilização e conscientização dos alunos para prevenção e posvenção ao suicídio e autolesão, por meio de palestras, seminários e rodas de conversas. A Rede Básica de Ensino deverá garantir serviço de psicologia para atender as necessidades e prioridades definidas. O acompanhamento psicossocial deverá ser realizado por profissionais com formação em Psicologia.

Fonte: ALEMS

Compartilhe!